Dois novos semáforos foram instalados pela Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran) nesta terça-feira (03) no bairro Portão. Um deles fica no cruzamento das ruas João Bettega com a Theodoro Schneider e Professor Orlando Alves Chaves.

Os equipamentos foram implantados atendendo pedidos de moradores feitos pela Central 156. Além de facilitar a travessia de pedestres, os semáforos também devem ajudar a disciplinar o trânsito de veículos nos dois sentidos da Rua João Bettega.

LEIA TAMBÉM:

>> Cavas do Iguaçu devem ser a nova barragem de Curitiba e RMC; veja o projeto da Sanepar

>> Novos parques em Curitiba apontam última região da cidade apta a grandes áreas de lazer

“Era um trecho que registrava muitos acidentes, alguns bem graves. A implantação dos semáforos ocorreu para ordenar o trânsito e trazer mais segurança para motoristas e pedestres”, explicou o diretor de Planejamento e Operação da Setran, Pedro Darci da Silva Júnior.

Muitos acidentes

Estabelecido na Rua Theodoro Schneider desde 1986, o dono da Auto Elétrica Tim Prado, Horácio Prado, disse que viu muitos acidentes naquele cruzamento. “Algumas vezes, aconteciam até três acidentes por dia, alguns até com óbito. Com os semáforos ficou bem melhor, mais seguro”, disse.

Quem também está aliviado com a nova sinalização é o morador Bruno Bonetti. “Ficou ótimo. Agora está muito mais tranquilo. Antes aconteciam muitos acidentes”, pontuou.

Conversão proibida

Bonetti e Prado apontaram para um problema que surgiu com a nova sinalização: motoristas que trafegam pela João Bettega e insistem em fazer conversão proibida para entrar na Rua Theodoro Schneider.

“Muitos motoristas não estão respeitando a sinalização. Tem buzinaço e risco de acidentes”, relatou Bonetti.

De acordo com o diretor de Planejamento e Operação da Setran, o local está bem sinalizado e os motoristas devem respeitar para contribuir com a segurança e a fluidez do trânsito. “De qualquer modo a fiscalização vai atuar para orientar a conversão proibida no local”, antecipou Pedro Darci da Silva Júnior.

Interligados à CTA

Assim como todos os novos equipamentos implantados desde janeiro na cidade, esses semáforos estão interligados à Central de Tráfego em Área (CTA), espaço que faz o monitoramento em tempo real, com câmeras, do fluxo de veículos e do deslocamento do transporte coletivo. Pela Central são controlados mais de 92% dos semáforos da capital.

De forma remota, é possível fazer a maioria dos reparos necessários, como alterar tempos de abertura e fechamento dos semáforos, além de detectar em poucos minutos falhas nos equipamentos. Uma das exceções é quando ocorre o furto de cabos ou do controlador do semáforo, caso em que há necessidade de substituição do material no local.

Pantanal

Zuleica está preocupada com Marcelo

Instagramáveis

Saiba onde encontrar as lindas cerejeiras em Curitiba

Novidades da Netflix

Volume 2 de Stranger Things 4 e mais séries e filmes chegam nesta semana

Além da Ilusão

Joaquim termina seu noivado com Isadora