Quem circula pelo Centro de Curitiba está presenciando uma faixa no mínimo curiosa em cinco agências do banco Bradesco. Uma ação do Sindicato dos Bancários de Curitiba está denunciando medidas tomadas pela empresa que estariam indo de encontro com as condições de trabalho e empregabilidade.

+Viu essa? Tribuna embarca no voo de balão no Jardim Botânico. Assista!

Segundo o sindicato, trata-se do Dia Nacional de Lutas contras as demissões de funcionários, bem como por melhores condições de trabalho. Cinco agências da região central de Curitiba amanheceram paralisadas. São elas: Palácio Avenida, Monsenhor Celso, Marechal Deodoro, Emiliano Perneta e André de Barros.

O sindicato denunciou desligamentos de funcionários em todo o Brasil. “É inadmissível que um banco que se diz preocupado com o futuro continue adotando métodos de gestão do passado, que exploram e agridem os funcionários e não são nadas sustentáveis ou socialmente responsáveis. Ao que parece, no futuro do Bradesco não há respeito pelas pessoas!”, disse Karla Huning, secretária de Finanças do Sindicato e representante do Paraná na COE/Bradesc.

E aí, Bradesco?

A reportagem cobrou o Bradesco sobre a situação das agências bancárias, bem como as denúncias feitas pelo sindicato, mas foi informada de que o banco “não irá comentar o assunto”.

Web Stories

Novidades!

Filme do Elton John chega nesta semana na Netflix; confira a lista !

Vai fechar!

Conheça os produtos que estão em liquidação no Extra!

Natal em Curitiba

Caminho de Luz Curitiba – saiba como fazer a inscrição!

Nos Tempos do Imperador

Luísa e Teresa decidem uma trégua