O pedreiro Alberto Ferreira, 59 anos, responsável pelos três vasos sanitários que foram cimentados em um ponto de ônibus desativado na Rua Jerônimo Alberti, no bairro Arruda, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba (RMC), voltou a comemorar.

Leia também: Bandido foge da PM, mas dá seta em todas conversões durante perseguição 

Criador do "banco privada", o pedreiro Adalberto testa o novo banco. Foto: Atila Alberti
Criador do “banco privada”, o pedreiro Adalberto testa o novo banco. Foto: Atila Alberti

A Prefeitura de Colombo instalou nesta terça-feira (9) um banco padronizado na praça conhecida como “Santa Tereza”, um dia depois de remover as privadas do local.

“Eu fiquei chateado que destruíram meu trabalho, mas agora fico um pouco mais feliz de ver um banco instalado aqui na praça. A praça é grande e eu acho que poderiam ter colocado ele em uma sombrinha, já que removeram o ponto de ônibus desativado, que fazia sombra. Mas, já vale, né?”, contou.

Apesar da instalação, alguns moradores criticam a retirada de uma estrutura que no passado serviu como ponto de ônibus.

Os vasos sanitários era usados por frequentadores da praça. Foto: Reprodução/ Facebook
Os vasos sanitários era usados por frequentadores da praça. Foto: Reprodução/ Facebook

A moradora Justina do Santos, 67 anos, conta que a estrutura vai fazer falta para alunos que esperam o ônibus escolar, mas que o banco já traz um pouco de alegria para a vizinhança esquecida pelo poder público.

“Nós somos esquecidos e tudo depende da gente. Os moradores limpam a praça, instalam banquinhos e eu espero que agora lembrem mais da gente, porque problema não falta”, desabafou. A prefeitura informou que removeu a estrutura porque atualmente nenhum ônibus passa pelo local.

Privadas no ponto de ônibus? Conheça a inusitada ideia de um morador de Colombo!