Curitiba decretou bandeira vermelha a partir das 0h deste sábado (13). Lockdown atinge todas as atividades por um prazo de 9 dias. O prefeito Rafael Greca fez um pronunciamento em vídeo no início da noite desta sexta-feira (12) oficializando as novas restrições.

Leia também: o que pode e o que não pode abrir durante o lockdown em Curitiba

Ao lado da primeira dama Margarita Sansone, Greca comunicou quais serão as novas medidas sanitárias na capital. “Amanhã os supermercados estarão abertos e durante todos os dias da semana que vem. Os supermercados estarão abertos, os postos de gasolina também, as farmácias também, os serviços essenciais de limpeza pública da cidade, coleta de lixo também. Mas as obras públicas não vão funcionar. Nós vamos proibir o funcionamento da indústria, do comércio e dos serviços”, revelou.

LEIA MAIS: Confusão em supermercados no primeiro dia de lockdown em Curitiba

LEIA TAMBÉM:
– Curitiba registra novo recorde com 34 mortes de covid-19 em um único boletim
Estudo aponta até 90 mortes por dia e pede lockdown urgente em Curitiba
– Paraná suspende mais uma vez início das aulas presenciais na rede estadual

Greca justificou a medida dizendo que a compra de novos respiradores e a abertura de novos leitos nas UPAs não serão suficientes para garantir assistência médica aos casos graves de covid-19 nos próximos dias. “Os 50 respiradores que hoje nós compramos e que pensávamos que iriam durar perto de 15 dias, se esgotaram no único dia. 240 leitos das UPAs, transformadas em hospital de campanha com quatro paredes, com oxigênio, nós pensávamos que iriam ficar vazios por um bom tempo, mas já estão totalmente cheios”.

LEIA MAIS:
“Temos que cobrar o Ministério da Saúde”, revela Beto Preto sobre vacinas da covid-19
Após suspensão, Sanepar retoma rodízio de água segunda-feira (15) na Grande Curitiba

Curitiba registrou nesta sexta (12) um novo recorde de mortes provocadas pela covid-19. De acordo com dados a SMS, 34 pessoas morreram em decorrência de complicações provocadas pela covid-19 e 1.525 novos casos foram registrados. Vinte desses óbitos ocorreram nas últimas 48 horas. Até agora são 3.176 mortes na cidade provocadas pela doença neste período de pandemia.

Atualmente são 12.372 pessoas contaminadas na cidade, o que corresponde aos chamados doentes ativos, que tem possibilidade de transmitir a doença. A taxa de ocupação dos 465 leitos de UTI SUS exclusivos para covid-19 está em 96%, segundo a Prefeitura de Curitiba.