Dois irmãos e um adolescente, em um Astra roubado, a caminho do velório de um amigo, foram detidos após trocar tiros com policiais militares, no fim da manhã de ontem, em Colombo. Durante perseguição, o carro, que também era ocupado por uma jovem de 17 anos e duas crianças, bateu contra uma caminhonete F1000, no Jardim Adriana. Uma menina de 9 anos, filha de um dos presos, se feriu no braço.

No veículo, estavam Egon Augusto Alves Uchaka, 22 anos, o irmão dele Emerson Alves de Oliveira, 28, um adolescente, de 17 anos; uma jovem de 16 anos, namorada de Egon; a filha dela, de 2 anos, e uma menina, de 9 anos, filha de Emerson. Todos estavam a caminho do velório de Francisco Nogueira de Freitas, 29, que foi assassinado no início da noite anterior, no Jardim Eucaliptos.

Acelerada

De acordo com o delegado Guilherme Fagundes, da delegacia do Alto Maracanã, os policiais deram voz de abordagem, mas Egon acelerou o Astra e por pouco não colide com o carro da polícia. A perseguição, com troca de tiros, só terminou cerca de um quilômetro à frente, na Rua João D’Agostin, próximo à Estrada da Ribeira, onde Egon bateu violentamente contra a caminhonete, estacionada.

O Astra foi roubado por um casal em 29 de janeiro, na Rua Gonçalves Dias, Batel. Os dois irmãos e o garoto de 16 anos foram detidos e levados à delegacia. Para a polícia, Egon teria confessado participação no roubo. O delegado, porém, aguarda a vítima para reconhecê-lo. Um revólver de origem argentina foi encontrado dentro do carro.

Maçarico

Em abril do ano passado, Egon e oito pessoas foram presos por policiais, suspeitos de participar da gangue do maçarico, especializada em arrombar caixas eletrônicos. Os presos foram encaminhados na época à Superintendência da Polícia Federal.