Dois bares com mais de 200 pessoas foram fechados e multados na madrugada deste sábado (7) pela Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu), em Curitiba. Pelas novas regras do decreto de bandeira amarela, em vigor na capital, o local deveria estar funcionando com no máximo 50% da capacidade do espaço. Além disso, a regra de se manter distanciamento de 1,5 metro entre os clientes não foi seguida. O valor total dos autos lavrados foi de R$ 140 mil.

LEIA TAMBÉM:

> Vacinação em Curitiba abre para nascidos em 1991 neste sábado; veja os locais

Messi na fila do emprego do Sine Curitiba? Agência cria meme para destacar vagas

Paraná ficará sem cobrança de pedágio a partir do fim de novembro; entenda

Segundo o boletim da Aifu, 11 comércios foram vistoriados e cinco deles tiveram que paralisar o funcionamento.  Um dos bares fica localizado na Avenida Marechal Floriano, no bairro Boqueirão. Dentro do espaço, 230 pessoas estavam aglomeradas. O estabelecimento foi multado em R$ 50 mil, segundo a prefeitura de Curitiba.

Em outro bar, na Rua Anne Frank, no Hauer, 250 pessoas estavam no local e por isso, foi autuado por não controlar a lotação de pessoas. Multa de R$ 55 mil. Em outros bares nos bairros São Francisco, Bom Retiro e Uberaba foram punidos com multa.

Balanço da semana

De terça-feira (3) até à noite de quinta-feira (5) foram vistoriados 25 estabelecimentos em diferentes bairros, pelas equipes Aifu. Quatro locais foram interditados e autuados; uma casa de jogos no Centro, por não fazer o distanciamento de 1,5 metro entre as pessoas e três tabacarias nos barros Xaxim, Sítio Cercado e Centro, pela prática de atividade suspensa no período. Somados os autos de infração chegam a R$140 mil.

Desde o início das operações Aifu Covid, em 5 de janeiro, foram vistoriados quase 3.900 estabelecimentos de diferentes áreas do comércio.

Web Stories

Pega Pega

Treta! Nelito dá um soco em Julio por causa de Cíntia

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz sabe!

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba