A prefeitura de Agudos do Sul, na região metropolitana de Curitiba (RMC), realiza quatro barreiras sanitárias em pontos-chave do município, nesta sexta-feira (15), por causa do coronavírus (covid-19). A ação veio com a confirmação de 8 novos casos da doença pela Secretaria de Saúde local, em boletim emitido na tarde de quinta-feira (14). Não há óbitos registrados desde o boletim, mas, além dos novos casos, 200 pessoas estão em isolamento por terem tido contato com infectados e os resultados de 15 testes ainda estão sendo aguardados. Segundo a prefeitura, algumas pessoas estão confundindo as barreiras sanitárias com um decreto de lockdown, já aplicado em bairros de Campina Grande do Sul, também na RMC.

A secretaria de Saúde, Katia Carvalho, explica que não há bloqueios impedindo pessoas de fora a entrar em Agudos, mas que idosos e crianças estão sendo orientados a não saírem de casa. “Fora isso, há o pedido para que as pessoas usem máscara e sigam os protocolos sanitários recomendados pelo Ministério da Saúde”, disse a secretária. Ainda de acordo com a Katia Carvalho, pode estar havendo confusão por causa da presença da Polícia Militar (PM). “É apenas uma barreira sanitária”, reforçou.

A PM informou que realiza apenas o patrulhamento da ação da prefeitura, sem intervenções de abordagem. As equipes só deverão agir em caso de desacato aos agentes públicos de saúde.

+ Leia mais! Isolamento social é fundamental para não haver lockdown em Curitiba

Em vídeo do boletim divulgado na quinta-feira, além de divulgar os novos casos, a prefeitura informou que o comércio local muda o horário de funcionamento a partir desta sexta-feira, passando a funcionar até às 17h. “E ficará fechado aos domingos. Houve consenso de todos e a população está nos ajudando”, pontuou a secretária de Saúde.

Por causa da confusão com a possibilidade de lockdown, a prefeitura informou que divulgará novo vídeo explicativo na tarde desta sexta-feira, sobre as barreiras e alterações no comércio. “Há um pedido para que crianças e idosos não entrem no comércio, para proteção deles e de todos, mas vamos explicar novamente para não haver dúvida”, finalizou a Katia Carvalho.


Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo