A sexta-feira (29) está sendo marcada por muita correria no comércio do Centro de Curitiba por causa das promoções da Black Friday. Dependendo do produto procurado, o consumidor pode ficar de duas a cinco horas na fila.

Esse é o tempo de espera de boa parte de quem foi comprar tênis ou roupas na loja da Nike na Rua Barão do Rio Branco no fim da manhã desta sexta. Para encarar a fila debaixo do sol, muitos clientes apelaram para sombrinhas.

Leia + Motoristas formam fila em posto de Curitiba para pegar desconto de vintão na gasolina

“Passei aqui semana passada e a promessa era de preços ótimos. A luta agora é para entrar”, afirma Rosilene Chicalski, que no fim da manhã ainda não havia entrado na loja para comprar um par de tênis e uma jaqueta para a filha. “Estou há 4h30 na fila com minha mãe esperando para entrar na loja”, disse o empresário Juan Batista no fim da manhã, na boca para entrar na loja.

Com tanta gente, chegou a haver um princípio de confusão de gente reclamando de outros clientes que estavam furando a fila.

Nas lojas de eletrodomésticos o corre-corre era grande, mas sem filas. O cozinheiro Gilson Bandeira Santos Portela é um dos que aproveitou a data para comprar uma televisão nova. É a primeira vez que ele compra na Black Friday e não se arrependeu. “Fiquei economizando para este dia. Foram R$ 400 de economia e não vejo a hora de levar a TV para casa”, festeja o cozinheiro.

Cozinheiro Gilson Bandeira Santos economizou R$ 400 na compra da TV na Black Friday. Foto: Gustavo Marques / Tribuna do Paraná
Cozinheiro Gilson Bandeira Santos economizou R$ 400 na compra da TV na Black Friday. Foto: Gustavo Marques / Tribuna do Paraná

Com tanta procura, o comércio comemora. A gerente Regina Ferreira Pinto afirma que a loja de eletrodomésticos em que trabalha estima um aumento de 20% nas vendas nesta sexta-feira. Com tanta procura, a loja contratou mais três vendedores, que já ficarão para as vendas de fim de ano. “É para ser a maior Black Friday da história”, espera Regina.

Estimativa da Associação Comercial do Paraná (ACP) é de que os consumidores gastem em média R$ 460 em compras na Black Friday. De acordo com pesquisa feita pela ACP, 70% dos consumidores de Curitiba pretendem fazer compras na data.

Trânsito e segurança

A Black Friday também impactou o trânsito no Centro de Curitiba na manhã desta sexta. Os congestionamentos estavam acima do normal. Colabora para piorar o trânsito o bloqueio na Rua André de Barros, perto da Praça Rui Barbosa, onde uma loja pegou fogo de madrugada. 

Por causa da movimentação da Black Friday, o policiamento também estava reforçado no Centro. A reportagem da Tribuna chegou a presenciar o furto do celular de uma cliente dentro de uma loja. O rapaz foi detido por populares e o celular recuperado.

Guarda Municipal reforça efetivo nas ruas de Curitiba na Operação Natal