A Câmara Municipal de Curitiba (CMC) entrou na onda da série Round 6, lançada pela Netflix em setembro e que atualmente é a produção mais assistida do serviço de streaming. A ideia do vídeo postado nas redes sociais é mostrar que é preciso acompanhar os passos dos vereadores e que é possível interferir no “jogo político” com opiniões e sugestões.

+Viu essa? Criador de ‘Round 6’ revela ideias para possível 2ª temporada

Na série, a história relata 456 jogadores que aceitam entrar num jogo mortal em troca de uma bolada bilionária. São jogos que retratam brincadeiras infantis, mas com consequências gravíssimas para quem perder: a própria vida.

No caso da Câmara, a postagem mostra um homem com características asiáticas caminhando por um corredor que encontra um cartão de visitas está na porta, com as características do cartão distribuído aos personagens da série. Com um olhar demonstrando receio, a pessoa visualiza as três formas geométricas no jogo (triângulo, quadrado e círculo) e nele está escrito “Siga Câmara de Curitiba”.

Nos comentários do vídeo, as pessoas aprovaram a postagem. “Sensacional, inovação e criatividade”, escreveu uma internauta.

+Viu essa? Round 6 da Netflix vira febre entre as crianças e escola faz carta de alerta aos pais

View this post on Instagram

Uma publicação compartilhada por Câmara Municipal de Curitiba (@camaradecuritiba)

Formato inovador

Desde o começo do ano, a atuação na forma de comunicar da Câmara Municipal de Curitiba está mais próxima da população com a transmissão ao vivo na íntegra das sessões pelo YouTube, Facebook e Twitter. Publicações mostram os projetos de lei, quais vereadores participam das comissões, o orçamento que vai ser utilizado na cidade, agenda da semana e ainda auxilia na informação no calendário de vacinação contra a covid-19.

Em maio, um outro vídeo chamou a atenção no estilo Tik Tok — recente rede social para postagem de vídeos curtos, a comunicação da casa postou um vídeo onde aparecem duas jovens dançando o hit do Tik Tok “E ela tá movimentando”. Filipi Oliveira, diretor de comunicação da Câmara Municipal de Curitiba e colunista da Tribuna do Paraná, a ideia é aumentar o diálogo popular aliando o uso prático e ativo das mídias sociais.

“Hoje, as mídias sociais são ferramentas práticas e efetivas de comunicação com a população. A atuação da CMC no ambiente digital garante a transparência, a liberdade de expressão, a cidadania e a democracia, com regras e limites estabelecidos pela Constituição Federal e pelo Marco Civil da Internet. Divulgamos conteúdo institucional e informativo, com incentivo ao diálogo e a participação popular, disseminando conceitos de educação e conscientização políticas para a sociedade”, disse Oliveira.

Web Stories

A Usurpadora

Santiago ameaça “Paola” com um revólver

Humm!

Quatro opções de café da manhã de hotel em Curitiba

Império

Começa o desfile da Unidos de Santa Teresa

Esporte

Aprenda a jogar Tênis de graça em Curitiba