Mais uma etapa de pavimentação das obras da Linha Verde Norte, entre o Bairro Alto e o Bacacheri, teve início nesta quarta-feira (4). Equipes contratadas pela Prefeitura de Curitiba começaram a fazer os últimos metros do pavimento de concreto da canaleta central, por onde passará o ônibus Ligeirão.

Serão pavimentados cerca de 150 metros da canaleta exclusiva do transporte coletivo, entre a ponte sobre o Rio Bacacheri e um pouco para frente do Hospital Vita. O ritmo de obras é intenso na região, com vários funcionários trabalhando na pavimentação da canaleta central.

A pavimentação é feita com concreto para suportar o peso dos ônibus e ter maior durabilidade. O piso também oferece maior segurança para frenagens dos ônibus e maior claridade à noite para os pedestres.

A previsão é que o trabalho seja concluído até o final desta semana. Na região também já é possível ver onde ficarão as plataformas das estações-tubos da Fagundes Varela na Linha Verde Norte. As bases das estações já foram construídas.

Todos os espaços para manobras e retornos do Ligeirão também já estão prontos. As obras fazem parte das melhorias, revitalização e nova pavimentação da Linha Verde Norte. Esta etapa da obra vai desde o viaduto da Victor Ferreira do Amaral, no Tarumã, até o Conjunto Solar, no Bacacheri, cerca de 3,4 quilômetros.

O investimento neste trecho da Linha Verde Norte é de R$ 51,2 milhões e os trabalhos já passaram dos 61% de execução. A parte de drenagem e terraplanagem da obra está quase pronta. A nova pavimentação no trecho já atingiu mais de 80%, contando todas as pistas de circulação.

“A Linha Verde Norte é a maior obra viária em andamento na cidade. Vai sair a rodovia que dividia a cidade e uma nova avenida, integrando Curitiba, está surgindo”, afirmou o vice-prefeito e secretário de Obras Públicas e Infraestrutura, Eduardo Pimentel.

Em razão das obras, vários desvios de trânsito estão em funcionamento na Linha Verde Norte. Em alguns pontos o tráfego é desviado para as vias locais e em outros os veículos passam pela canaleta central. Toda a obra está bem sinalizada com cones e placas, mas os motoristas devem redobrar a atenção e dirigir com cuidado na região.

Quando a revitalização estiver pronta serão seis pistas de circulação para os veículos. Duas marginais de cada lado, duas vias locais em cada sentido (a Linha Verde propriamente dita) e uma canaleta do transporte público no meio.

Trincheira

Também está em construção na região uma nova trincheira, que fará a ligação dos bairros Bacacheri e Bairro Alto por baixo da Linha Verde. Estão sendo escavadas as estacas barretes na Rua Fulvio José Alice, no Bairro Alto.

O mesmo trabalho já foi concluído na Rua Amazonas de Souza Azevedo, no Bacacheri. Cada estaca tem 17 metros de profundidade. O investimento é de R$ 27 milhões, recursos da Agência Francesa de Desenvolvimento (AFD) e de Certificados de Potencial Adicional de Construção (Cepacs) emitidos pela Prefeitura.

A trincheira terá 420 metros de extensão, sendo que 210 metros serão cobertos pela Linha Verde. A obra está com 38% de execução. As obras estão transformando a região, mudando a aparência da antiga rodovia para uma moderna e funcional avenida.