Com a volta das feiras livres em Curitiba, a chef pasteleira Mity Yamashiro pensou em fazer algo para chamar a atenção de quem circulasse pela feira noturna do Água Verde. E por que não um pastel em formato de capivara? O pequeno símbolo já conhecido da capital logo chamou atenção no salgado, caiu nas redes sociais e encantou até o prefeito Rafael Greca, que postou a novidade em seu perfil oficial do Facebook.

Por causa do decreto da bandeira vermelha, ela e vários feirantes precisaram ficar quase um mês parados e agora correm atrás do prejuízo. Os pastéis em formato de bichinho vieram para enfeitar a barraca e agora tem sido disputado entre os clientes. “No mesmo dia que eu comecei a fazer, já viralizou. Eu tenho feito vários bichinhos, gato, cachorro, coelhinho, lagartixa. Eu gosto de desenhar, trabalho com doces, gosto de artesanato. Fiz algo para enfeitar, mas agora toda semana tem gente que aparece para tirar foto e implora pra ficar com o pastel”, revela Yamashiro.

Pastéis desenhados pela chef pasteleira Mity Yamashiro. Foto: colaboração.

LEIA TAMBÉM:

>> Pandemia consolida lojas mais tradicionais de Curitiba! Mais antiga tem 134 anos de fundação

>> Feira Volta ao Mundo, em shopping de Curitiba, tem produtos de oito países

Como o desenho é bem detalhado, o pastel é feito sem recheio mesmo. O restante da massa é cortado e vira massinha frita, vendida em pacotinhos. Como a ideia inicial dos pastéis de bichinhos era de ser apenas enfeite, a feirante não tinha cogitado venda. Com o sucesso, a chef pasteleira já pensou numa maneira de colocar os pastéis elaborados como brinde: na compra de cinco pastéis, o cliente vai poder levar um pastel de capivarinha pra casa.

Não só capivarinha, mas a chef já desenhou uma série de outros bichinhos. O que pedem, ela acaba fazendo. Já saiu cachorro, lagartixa, coruja, dinossauros, coelho, raposa, unicórnio e até um pokémon. “Eu não uso molde. Eu vejo o desenho no celular, busco uma foto no Pinterest, e desenho direto na massa. Aí eu recorto e frito, um pastel de vento”, explica a chef.

Pastel com borda recheada, novidade da feira. Foto: colaboração.

Tradição de família

A arte de fazer pastel nasceu com os avós da Yamashiro, no Japão. “Nossa família trabalha com pastel desde 1973 e estamos na feira do Água Verde desde 1995. Eu mesma, tenho 41 anos, com 15 anos já trabalhava na feira”, recorda a chef.

Os pastéis da família Yamashiro custam a partir de R$ 7 reais cada. São diferentes sabores, entre eles o famoso pastel de pinhão com tempero oriental. Recentemente, o pastel de borda recheada também tem feito sucesso.

Serviço

Feira Noturna Água Verde

Endereço: Rua Professor Brazílio Ovídio da Costa, s/n

Bairro: Portão

Funcionamento: todas as quintas-feiras, das 17 às 22 horas.

Web Stories

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz vai saber dizer!

Malhação Sonhos

Nat impede que Duca enfrente Lobão

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba