A Ecosport do médico pneumologista Sérgio Roberto Savytzky, 58 anos, que foi levada do condomínio dele, no bairro Bigorrilho, onde ele foi morto por asfixia, foi encontrada na madrugada de sábado (13) no bairro Capão Raso. O carro estava com as chaves e dentro estava o jaleco do médico. Impressões digitais e outros materiais foram coletados a fim de identificar quem roubou o carro – possivelmente a mesma pessoa que assassinou o médico.

Sérgio foi encontrado morto por familiares na tarde de sexta-feira (12), no quarto do apartamento dele em um prédio na Rua Desembargador Otávio do Amaral. Além do carro, o celular dele também foi levado, o que leva a polícia a considerar a hipótese de um latrocínio (roubo com morte).

A polícia abriu um alerta de roubo da Ecosport, que foi localizada por policiais militares do serviço reservado.

Crime

No dia anterior, o pneumologista chegou em casa por volta das 20h, conforme apurou a Tribuna do Paraná. Cinco minutos depois, um rapaz que se identificou como Wellington subiu ao apartamento dele e saiu aproximadamente quatro horas depois. Ele é o principal suspeito do crime, que está sendo investigado pela Delegacia de Furtos e Roubos de Veículos (DFRV).

Imagens das câmeras de segurança do condomínio devem auxiliar a identificação do suspeito.