Ações de fiscalização da Secretaria Municipal do Urbanismo e Assuntos Metropolitanos apreenderam mais de 50 produtos com vendedores ambulantes irregulares neste domingo (23). As apreensões aconteceram em duas ações distintas, na Avenida Comendador Franco e no Parque Barigui.

Com apoio da Guarda Municipal, as ações tiveram foco distintos. Na Avenida das Torres foram vendedores irregulares de móveis, que costumam trabalhar na região. “Nas proximidades existem várias lojas de móveis e a atuação dos ambulantes atrapalha o comércio estabelecido”, explicou a diretoria de fiscalização da secretaria. “Além disso, há 50 dias os vendedores não autorizados foram informados que poderiam ser autuados”, completou Jussara.

Na operação foi emitido um auto de apreensão, com 27 peças apreendidas, entre mesas, sofás e cadeiras. O dono da mercadoria tem um prazo de até 30 dias para reaver o material, mediante o pagamento de uma multa de R$ 2.700,00.

No Barigui, quatro carros de churros receberam autos de apreensão. Foram apreendidas 24 garrafas de água mineral, além de equipamento utilizado no processo. O valor médio para reaver o equipamento e mercadoria apreendidos é de R$ 500,00, também um prazo máximo de 30 dias.

Como se regularizar

Atualmente, Curitiba conta com 1.265 vendedores ambulantes regularizados. Só podem ser ambulantes pessoas físicas residentes em Curitiba. Para solicitar a autorização, é preciso levar comprovante de residência, CPF e carteira de identidade ao núcleo de Urbanismo da Rua da Cidadania da Matriz, na Praça Rui Barbosa.

O ambulante pode apontar o local em que deseja trabalhar. O mesmo será avaliado de acordo com seu impacto para moradores, comércio e trânsito na região e com as condições técnicas e estruturais do local.