O gastro bar A Casa do Jão, localizada no bairro São Braz, em Curitiba, famoso pela panceta a pururuca e a feijoada, anunciou neste domingo (13) que fechou as portas por tempo indeterminado. Após tentar se adaptar aos decretos contra a covid-19 que limitam o funcionamento de atividades de alimentação, o proprietário “largou os betes” e engrossou a lista de CNPJs vítimas da pandemia do novo coronavírus.

O comunicado foi postado na página oficial do estabelecimento no Facebook.

“A Casa do JÃO informa aos Amigos e Clientes que está encerrando suas atividades neste momento e, sem previsão de retorno. Gostaríamos de agradecer à todos que estiveram conosco nesta caminhado de 5 anos e, estamos cientes de que um dia nos veremos, e de que retomaremos nossas atividades; por isso agradecemos à todos pelo carinho, pelas orações, pelas mensagens de apoio e solidariedade em um momento que nos faltam palavras e, pela atenção sempre dedicada a nós e a nossa casa! Nunca um Fim, somente um até Breve…Deus abençoe à todos! João Maurício Lafraia / Casa do JÃO”.

+ Leia mais: Curitiba vacina pessoas de 54 e 53 anos completos até quarta-feira. Veja cronograma

Nos últimos meses o estabelecimento vinha postando que permaneceria fechado por tempo determinado para adequar a casa à nova realidade após um ano de pandemia. Mas, dessa vezes o baque foi maior que o esperado.

Amigos do proprietário e também trabalhadores do ramo prestaram suas homenagens e lamentaram a decisão. “Eu sinto muito e sei que não ficou fácil operar pro nosso ramo. Muito triste tudo isso. Também venho sofrendo as consequências dos abre e fecha municipal. Forte abraço”, disse o seguidor Robson Martins Rodrigues.

“Amigo irmão, sinto muito e sei bem como é seu sofrimento. Infelizmente os mimizentos acabaram com nossos sonhos e nosso sustento. Meus pais também tiveram que fechar o restaurante deles. É lamentável!”, acrescentou Gui Caires.

+ Veja também: Bares, baladas e casas de eventos vão poder reabrir como restaurantes em Curitiba

Curitiba está, atualmente, em bandeira laranja, com os restaurantes liberados para atender até as 23h. No entanto, a constante mudança nas regras – forçadas pelo aumento do contágio e lotação das UTIs – faz com que as restrições aumentem periodicamente na cidade.

O setor de bares e restaurantes, assim como o de eventos, foram os mais atingidos durante a pandemia. Em Curitiba, vários estabelecimentos tradicionais já encerraram as atividades, como a churrascaria Paiol.

Churrascarias fechadas

Diferente da Tropilha Grill que voltará em quatro meses, outros estabelecimentos especializados em carne fecharam definitivamente. A Per Tutti com 33 anos acabou encerrando as atividades em março de 2021, a Churrascão Colônia, a Devon´s e a KF seguiram o mesmo caminho no ano passado.