Quatro pessoas foram assassinadas no fim da tarde de ontem, em uma casa na Rua Jerônimo Mendes dos Santos, bairro Maria Antonieta, em Pinhais. As vítimas foram identificadas pela polícia como Paulo Roberto Rodrigues, 54 anos, Lindalva Santos, 47, e as duas filhas dela, Camile e Nicole Santos, irmãs gêmeas de apenas seis anos. Os corpos foram encontrados pelos patrões de Lindalva, que desconfiaram quando ela não apareceu pra trabalhar.

O corpo de Paulo estava na residência dos fundos e o de Lindalva, na casa da frente. Quando policiais militares chegaram ao local, encontraram os corpos das duas meninas, enrolados em um lençol, no mesmo cômodo em que estava a mãe.

Todas as vítimas foram mortas com golpes de objeto cortante na cabeça. Uma enxada, com marcas de sangue, foi recolhida pelo Instituto de Criminalística e, segundo a polícia, provavelmente foi a arma usada no crime. De acordo com os policiais que chegaram primeiro ao local, as moradias não tinham marcas de arrombamento.

“Os corpos estavam ali há um ou dois dias. É uma cena difícil pra qualquer ser humano, realmente choca. As investigações vão ser feitas com rigor e empenho”, disse o delegado Vitor Dutra de Oliveira, da delegacia de Pinhais. De acordo com o delegado, apesar de não haver muitos elementos ainda, é possível que o assassino seja conhecido das vítimas.

Suspeita

Segundo vizinhos, Paulo morava na região e costumava frequentar a casa de Lindalva. De acordo com os moradores, a mulher vivia com as filhas e um irmão. “Esse homem costumava causar confusão na casa. Ouvimos os gritos algumas vezes”, disse um vizinho, que pediu pra não ter o nome divulgado. A polícia preferiu não confirmar a informação. “Estamos investigando todas as hipóteses”, disse o delegado Vitor.