Um casal que falsificava documentos para comprar móveis e eletrodomésticos foi preso na quarta-feira, em Pinhais, por policiais da Delegacia de Estelionato e Desvio de Cargas (Dedc). A polícia acredita que Carla Justina de Oliveira, 36 anos, e Robson Santos da Silva, 22, agiam há mais de um ano fraudando o comércio.

A polícia descobriu o esquema ao receber denúncias de que Carla, com documentos falsos, fazia crediário de lojas de Curitiba e região. Ela era monitorada pelos policiais, tentando comprar em uma loja de móveis na Rua Ébano Pereira, centro de Curitiba. A prisão, porém, foi frustrada pela gerente da loja, que avisou os bandidos da chegada dos policiais. A gerente terá de explicar essa atitude na delegacia. O casal foi preso em Pinhais. Na casa, havia diversos documentos, como carteiras de identidade, cartões de bancos, comprovantes de renda e de residência.

Esquema

Segundo o delegado Cassiano Aufiero, titular da DEDC, Carla revelou que seu marido era responsável por escolher as vítimas – normalmente pessoas com boa renda – e confeccionar a documentação com a foto de Carla. Um homem de 37 anos também foi preso por ter comprado uma geladeira do casal, mas será solto assim que pagar fiança.