Os pais de Dionatan Mendes de Quadro, que estava preso em Campo Largo e foi resgatado por bandidos na quinta-feira, foram soltos. O arrebatamento do preso resultou na morte do superintendente da delegacia local, Marcos Gogola, que acompanhava o bandido em uma consulta odontológica.

Identificados pela polícia como Mauro do Socorro de Quadros e Iracema de Fátima Mendes da Silva, ambos eram suspeitos de articular a fuga do filho. A delegada de Campo Largo, Gisele Mara Durigan, preferiu não comentar a decisão da Justiça que garantiu a soltura do casal.

Na quinta-feira, além dos pais de Dionatan, foram presos outros dois suspeitos de participação no crime. O assassino de Gogola, identificado como Pedro Thiago Kochinski Ferreira, 20 anos, foi morto em um confronto com policiais. Dionatan foi atingido por disparos de fuzil e encaminhado ao Hospital Nossa Senhora do Rocio, em Campo Largo, onde está internado. Anderson Luiz Barbosa da Luz, Iago Gonçalves e Jean Fernando Portela de Matos continuam presos.

Missa

A missa de sétimo de Marcos Gogola, será hoje, às 19h, na Paróquia Santuário Sagrado Coração de Jesus, na Avenida Água Verde, 1.018, Água Verde, em Curitiba.