Subiu de 151 para 223 o número de casos confirmados de sarampo em Curitiba e Região Metropolitana. Além das situações já registradas, outras 248 seguem em investigação e 57 foram descartadas na Grande Curitiba. Os dados constam no boletim divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) nesta quinta-feira (24). Ao todo, o Paraná tem 231 casos da doença – oito são do interior do estado.

+ Leia mais: Onde está Thaisa? Cantora de samba desaparece antes de show em Curitiba

A capital é a cidade paranaense com o maior número de casos: já são 173 – na semana anterior eram 123. Depois, aparecem Colombo (15), São José dos Pinhais (9), Campo Largo (7), Pinhais (6), Piraquara (4), Almirante Tamandaré (3), Campina Grande do Sul (2), Campo do Tenente (2), Rio Branco do Sul (1) e Fazenda Rio Grande — todos municípios da RMC.

No interior, há casos em Londrina (3), Maringá (2), Ponta Grossa (1), Rolândia (1) e Jacarezinho (1).

Campanha

Considerado erradicado no Brasil desde 2016, o sarampo voltou a circular pelo país neste ano. No estado vizinho de São Paulo, as autoridades de saúde declararam surto diante da disparada do vírus.

+ Leia ainda: Cachorros fofinhos são resgatados de dentro de rio por equipe de bombeiros

Em Curitiba, a doença voltou depois de 21 anos. Também como alerta, a capital aderiu à campanha nacional de vacinação contra a doença. Todas as unidades básicas de saúde do Paraná disponibilizam a vacina que previne contra o sarampo. O público-alvo é composto por crianças de seis meses a 5 anos incompletos e adultos jovens, de 20 a 29 anos.

Mudança nas regras de creches em Curitiba revolta pais de alunos