Após algumas semanas de relativa calmaria em tradicionais pontos de aglomerações de jovens em Curitiba, no primeiro final de semana após o retorno da bandeira amarela o Largo da Ordem, no bairro São Francisco, ficou lotado. O desrespeito às medidas de contenção ao novo coronavírus segue sendo notícia.

O registro feito pelo repórter fotográfico Eduardo Matysiak mostra centenas de pessoas reunidas – a maioria sem máscara – no calçadão em frente à Igreja de Nossa Senhora do Rosário de São Benedito, próximo ao chafariz do “cavalo babão”.

A bandeira laranja, revogada na última quarta-feira, restringia o horário de funcionamento de várias atividades consideradas não essenciais, como restaurantes, impedindo a abertura de alguns estabelecimentos na região, especialmente no domingo. Pelo decreto anterior – e o novo – os bares seguem proibidos de abrir, mas os abusos são facilmente flagrados pelas ruas da cidade.

Além disso, o Governo do Paraná determinou a prorrogação do toque de recolher até dia 10 de fevereiro pelo menos.

O Prefeito Rafael Greca prometeu que a Guarda Municipal, após capacitação, não irá poupar a tinta da caneta na hora de multar estabelecimentos e, especialmente, pessoas físicas. Apesar de já ter somado centenas de autuações e quase R$ 1 milhão em multas para pessoas jurídicas e estabelecimentos comerciais, apenas sete pessoas físicas foram multadas desde o início de janeiro.

Casos seguem altos

A Secretaria Municipal de Saúde informou no último sábado (30) que Curitiba registrou 491 novos casos de covid-19 e oito mortes devido ao novo coronavírus. Assim, desde o início da pandemia foram contabilizadas 2.611 mortes na cidade em decorrência da covid-19. Leia mais sobre estes números.