Três pessoas foram assassinadas em São José dos Pinhais no final da noite de quinta-feira e inicio da madrugada de ontem. A confusão iniciou no churrasco que acontecia em uma oficina mecânica da Rua Itararé, Jardim Itajubá, Guatupê.

As vítimas estavam reunidas quando outras pessoas chegaram, trocaram, algumas palavras para, em seguida, começar a atirar. O primeiro encontrado morto foi Carlos Eduardo Beraldo da Rosa, 19 anos.

Ele correu por aproximadamente 300 metros e tentou se esconder em uma casa, que estava com o portão aberto. O assassino o derrubou a tiros e concluiu a execução com a vítima caída. O rapaz morava nas proximidades e, segundo os moradores da rua, não tinha inimigos nem estava envolvido com o tráfico de drogas.

O soldado Rodimar, do 17.º Batalhão da Polícia Militar, disse que soube do tiroteio e também que o padrasto de Carlos, tinha sido colocado no porta-malas do próprio carro, o Gol placa BPJ-3439 e levado pelos assassinos.

A partir de então, viaturas da PM passaram a procurar pelo homem. Minutos depois de o corpo de Carlos ter sido recolhido pelo Instituto Médico-Legal e os policiais terem ido embora, os moradores encontraram o corpo de Jeferson Eduardo dos Santos, 17, em um terreno baldio, bem próximo de onde acontecia o churrasco.

Achado

No entanto, quando o dia clareou, moradores da Rua Atílio Pedão, bairro Águas Claras, em Piraquara, a cerca de dois quilômetros do local do crime, encontraram o carro e o corpo de João Paulo Ferreira Rosa, 34, no porta malas, com um tiro na cabeça.

Os soldados Wellington e Dranka, do 17.º BPM, apuraram com os moradores que foram ouvidos vários tiros no início da madrugada, mas ninguém saiu pra ver o que havia acontecido.

O carro foi encontrado abandonado na estrada rural. Quando os moradores ligaram para a polícia, já havia o registro de desaparecimento de João. “De acordo com as informações do moradores, ele foi executado em seguida ao crime no Guatupê”, explicou.

Investigadores da delegacia de Piraquara estiveram o local, porém, como o crime aconteceu no município vizinho, a delegacia de São José dos Pinhais deve assumir o trabalho de investigação.