Após meses aguardando o momento de ser vacinado contra a covid-19 chegou a hora de receber a aplicação. Vacina no braço, celular na mão para mandar imagens para a família e as redes sociais. A pessoa sai feliz do local de vacinação e partiu para o abraço? Não. Infelizmente, não é bem assim.

As pessoas que receberam a primeira dose ou mesmo a segunda aplicação não devem reduzir os cuidados nesse primeiro momento. Uso de máscaras, manter o distanciamento social e higienizar as mãos precisam permanecer no cotidiano.

A Tribuna do Paraná preparou algumas dicas de conduta no pós-vacina e alguns erros cometidos para quem acredita que não pode se infectar mesmo imunizado. Vamos seguir firme com as medidas que pode salvar a sua vida e da família.

1 – Não deixe de usar máscara

Deixar de usar máscara é a primeira coisa que todos desejam fazer, mas ainda não é o momento para isso, mesmo que você já tenha tomado as duas doses da vacina. É importante lembrar que mesmo após a imunização, uma pessoa pode continuar transmitindo o vírus. Por isso, o uso de máscaras deve ser mantido, para evitar a transmissibilidade em uma população que ainda não chegou ao índice ideal de imunização.

2- Lave as mãos

O hábito de higienizar as mãos com frequência é outro dos cuidados que devem ser mantidos. Estudo feito por um hospital de Chicago descobriu que o nível de lavagem das mãos caiu para os níveis pré-pandêmicos. Em pesquisa realizada no início da pandemia, 78% dos entrevistados afirmaram que lavavam as mãos seis ou mais vezes ao dia. Já em janeiro deste ano, o índice caiu para 57%.

3 – Achar que não pode mais se infectar

Nenhuma vacina é 100% eficaz. A possibilidade de ser contaminado é menor, mas existe. A boa notícia é que em caso de contrair o vírus, a vacina ajudar a evitar complicações graves da doença.

4-  Se isole se tiver sintomas da Covid-19

Outro erro muito preocupante é que mesmo vacinadas, as pessoas param de prestar atenção aos sintomas, ignorando o fato de que ainda podem se contaminar ou mesmo propagar a doença. Qualquer indivíduo vacinado que apresente sintomas deve ser isolado e avaliado clinicamente, principalmente se foi exposto ao contato com alguém com Covid-19 ou com suspeita de estar infectado.

5 – Tome a segunda dose

Deixar de tomar a segunda dose da vacina é perigoso, pois a pessoa não vai estar totalmente protegida com as vacinas que são aplicadas atualmente no Brasil.