Com um cenário recorde de casos ativos e quase 50% de positividade nos testes de Covid-19 realizados, Curitiba decidiu nesta quinta-feira (27) por manter a bandeira amarela ativa por mais uma semana. As medidas restritivas em vigor, como a limitação de 70% de público da capacidade nos estabelecimentos e a recomendação para priorizar o trabalho remoto, seguem valendo até o próximo dia 3 de fevereiro.

O cumprimento do protocolo sanitário estabelecido pela Secretaria Municipal de Saúde (SMS) de Curitiba também segue sendo exigido dos estabelecimentos comerciais, como forma de enfrentamento à pandemia.

LEIA TAMBÉM:

>> Curitiba registra mais de 4 mil novos casos de covid-19 em um único dia

>> Viatura da polícia pega fogo e interdita BR-277, em São José dos Pinhais

O número de casos ativos da doença na capital, 12.381 pacientes contabilizados na última quarta-feira (26), segue em tendência de alta, é o maior desde 12 de março de 2021, quando havia 12.372 pessoas com potencial de transmitir o coronavírus em Curitiba. Apesar da maior quantidade de infectados, a letalidade média, informou a SMS, está em 0,06% – antes da vacinação a letalidade daCovid-19 na cidade era de 2,2%.

Um dos reflexos dessa importância da vacinação entre o público com menos de 60 anos é que, segundo a secretaria, 98,6% das mortes dentro desta faixa etária foram registradas em pessoas que não haviam completado o ciclo vacinal.

Nova novela

Conheça o elenco principal de “Poliana Moça”

Capítulos finais

O que vai acontecer no final de Um Lugar ao Sol?

Além da Ilusão

Lyra afirma que Isadora não ama seu noivo

Confira!

John Wick 2 e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix