Estephany Rodrigues e Juan de Lima, responsáveis por denunciar policiais militares de agressão, prestaram depoimento na sexta-feira (29) na Corregedoria Geral da Polícia Militar, no bairro Prado Velho, em Curitiba. O caso chamou a atenção até do governador Ratinho Junior que admitiu excesso na ação que resultou em ferimentos na proprietária de uma hamburgueria na rua Raul Pompéia, na Cidade Industrial de Curitiba.

Segundo o advogado que representa as vítimas, ele acredita em uma punição severa com exclusão do quadro da PM do Sargento Rogério Alcir Pinheiro e o capitão Júlio Carlos Garcia Goulart no Inquérito Policial Militar (IPM). “Com certeza serão denunciados pelo promotor de justiça que milita na Vara de Auditoria Militar, pelos atos perpetrados contra a empresária e seu funcionário. E também excluídos da PM. Pois às atitudes pontuais dos mencionados policiais, fere o decoro da classe, e são contrários a hierarquia e disciplina. Não sendo admitido a permanência deles nas fileiras da gloriosa PMPR”, diz a nota enviada a imprensa.

LEIA TAMBÉM:

>> Redução dos casos da pandemia faz Paraná aumentar capacidade máxima em eventos

>> PRF realiza leilão veículos. Tem BMW com lance de R$15 mil! Veja como participar

Claudio Dalledone Júnior, advogado de defesa dos PMs, comentou durante a semana que diz que os policiais utilizaram o uso progressivo da força por causa do comportamento da mulher. “A resistência dela ao algemamento e a contenção depois da ordem de prisão do policial fez com que gerassem as lesões. Isso tudo irá ser devidamente analisado pelas autoridades competentes”, relatou Delledone.

Governador admitiu excesso na ação

O governador do Paraná, Ratinho Júnior (PSD), disse em entrevista durante a semana que a atuação da Polícia Militar (PM) foi um “ponto isolado”, no caso da agressão à dona de uma hamburgueria. “O Governo do Paraná, a Secretaria de Segurança Pública (Sesp) e o próprio Comando da Polícia Militar não admitem esse tipo de abordagem. Nós temos 25 mil homens e mulheres trabalhando na PM, todos bem treinados, e infelizmente um ou outro policial acaba tendo um excesso que não está dentro daquilo que é treinado que é do dia a dia”, falou o governador.

O que a PM diz

A PM informa que foi instaurado um procedimento interno sobre a ocorrência da Rua Raul Pompéia, da madrugada do sábado (24), o qual vai ouvir, por exemplo, partes envolvidas e testemunhas, e levantar informações acerca do fato. A Corporação não se manifestará durante o andamento do procedimento, sobre nenhuma situação, para não atrapalhar ou interferir nas apurações.

Entenda o caso

Na madrugada do sábado uma mulher foi agredida durante procedimentos da Ação Integrada de Fiscalização Urbana (Aifu). O caso aconteceu durante uma abordagem da PM, na rua Raul Pompéia, para fiscalização e combate de aglomerações e foi filmado por pessoas presentes no local.

A confusão começou após o fechamento de uma hamburgueria da região, por conta do descumprimento de normas sanitárias estabelecidas para o controle da pandemia da covid-19 em Curitiba. Os policiais abordaram um rapaz por desacato. Ele seria entregador do estabelecimento, segundo a PM. Em um vídeo, feito pela dona da lanchonete, imagens mostram o homem sendo arrastado e jogado no chão durante a abordagem. Nesse momento, a mulher reclama com os PMs e parece ser agredida.

“Vocês passaram dos limites! Ridículos”, exclama Estephany Rodrigues, enquanto grava a cena. Porém, ao se aproximar dos policiais, a mulher tem o celular derrubado no chão. Durante a discussão, Estephany também é derrubada e começam as agressões.

Imobilizada, o vídeo mostra a mulher recebendo golpes no rosto e o joelho do policial sobre o rosto dela. Com gritos e choro, Stephany sinalizou a violência: “Ele tá quebrando minha mão”. Em outro vídeo, publicado nas redes sociais, Estephany aparece no hospital, com sangramentos no rosto.

Pantanal

Tibério proíbe Muda de falar com Alcides

Além da Ilusão

Úrsula rouba o bebê de Heloísa

Novidades

Comédia com Paulo Gustavo e mais filmes e séries chegam nesta semana na Netflix, confira!

Carreira

Ganhadora do prêmio de pior atriz a vida rodeada de polêmicas, quem é Anne Heche?