Um projeto do Colégio Estadual Prefeito Djalma Johnsson, em Colombo, na Região Metropolitana de Curitiba, está precisando de ajuda para retomar as aulas de Taekwondo. Com resultados e vitórias expressivas em várias partes do Brasil com mais de 150 medalhas, a escola está promovendo uma vaquinha virtual para arrecadar dinheiro que vai ajudar a pagar um professor. A campanha pretende alcançar o valor de R$ 6 mil, ou seja, uma ajuda de custo mensal de R$ 500 para um profissional de um esporte olímpico. **Todas as fotos desta matéria são de antes da pandemia de covid-19, por isso a ausência de máscara e aglomeração.

O projeto surgiu em 2013 para atender gratuitamente alunos de 10 a 15 anos de idade com o auxílio financeiro da Secretaria de Educação, mas quatro anos depois a parceria terminou.

+Leia mais! Três lugares bacanas pra curtir o dia bem pertinho de Curitiba

“A Secretaria de Educação manteve o projeto como atividade complementar de contra turno, mas em 2017 foi cortado, pois os professores em processo seletivo simplificado (PSS) não podem dar mais essas aulas, e todos que são habilitados em Taekwondo são desse modelo. O projeto foi mantido por conta própria, no entanto com a crise e a pandemia, não conseguimos mais os patrocínios. Esse ano não teve as aulas e estamos fazendo essa campanha”, disse a diretora Alexandra Nara Walesko à Tribuna.

A ajuda de custo para se contratar um professor que vai se deslocar e auxiliar os alunos nas aulas está em R$ 500 mensais. “Não é somente pelos resultados que queremos manter o projeto. Muitas crianças buscam o esporte como uma chance de crescimento e temos o sonho de ter um aluno nosso disputando em uma Olimpíada. Além disso, tivemos melhora no aspecto pedagógico e também tiramos gente das ruas”, comentou a diretora.

Melhora na sala de aula

Aos 14 anos, Dumont já tinha conquistado diversas medalhas e celebrava uma melhora dentro de sala de aula.
Aos 14 anos, Dumont já tinha conquistado diversas medalhas e celebrava uma melhora dentro de sala de aula. Foto: Divulgação/ Colégio Estadual Prefeito Djalma Johnsson. Foto feita antes da Pandemia de covid-19.

Dumont Santos, 14 anos, estudante do 9º e último ano do Ensino Fundamental, iniciou no esporte há quatro anos, e acredita que o taekwondo ajudou a melhorar nos estudos.

“Comecei aos 10 anos para melhorar a minha disciplina física e mental. Eu tinha dificuldades na concentração para estudar e o esporte ajudou. Agora consigo fazer várias coisas tanto no taekwondo como também no estudo. O taekwondo não é somente uma luta, pois auxilia na respiração e controla a ansiedade”, relatou o adolescente que tem 7 medalhas conquistadas na carreira, sendo uma de bronze nos Jogos Escolares do Paraná e vários ouros em competições realizadas em cidades da Grande Curitiba.

+Viu essa? Perseguição, tiros e morte em plena luz do dia em bairro nobre de Curitiba

Como ajudar?

É bem fácil ajudar no projeto, basta entrar no link da vaquinha virtual para contribuir. Caso queira mais informações, entre em contato com pelo telefone (41) 3621-7157 ou por email:  cbxdjalmajohnsson@escola.pr.gov.br. Até a manhã desta sexta-feira o projetinho tinha arrecadado R$ 1,3 mil.

Web Stories

Gigante!!

Nova Havan será quatro vezes maior que a loja que será abandonada em Curitiba

Você sabia?

Cinco curiosidades sobre Curitiba que nem o curitibano raiz vai saber dizer!

Malhação Sonhos

Nat impede que Duca enfrente Lobão

Lindas!

Cinco árvores exóticas e raras de Curitiba