Com mais de cinco meses de campanha de vacinação contra a Covid-19 em andamento no Brasil, metade da população adulta do Paraná recebeu a primeira dose do imunizante (ou a dose única, no caso da Janssen). No registro divulgado pela Secretaria de Estado da Saúde (Sesa) na tarde desta segunda-feira, 5 de julho, são 4.487.354 pessoas vacinadas com a primeira dose e 50.620 com dose única (veja quem já foi vacinado no gráfico abaixo). A soma – 4.537.974 pessoas – representa 51,94% do total da população adulta estimada.

+Leia mais! Curitiba vacina pessoas com 42 anos nesta terça-feira e 41 na quarta

A marca de 50% foi atingida na última sexta-feira (2) e está ligada especialmente ao grupo prioritário da fila da vacinação, como trabalhadores da área da saúde, idosos (pessoas acima de 60 anos), pessoas com comorbidades, entre outros.

Já o restante da população, que não integra nenhum dos subgrupos da fila prioritária, começou a ser vacinado entre o final de maio e início de junho pelo critério único da idade, dos mais velhos (59 anos) para os mais novos (18 anos). O ritmo da vacinação é diferente em cada cidade, mas, de modo geral, a etapa atual tem contemplado paranaenses que estão com 40 anos ou perto disso.

Atualmente, o grupo prioritário permanece sendo vacinado, de forma concomitante à população em geral, chamada pela idade. Da fila prioritária, contudo, a maior parte já recebeu ao menos a primeira dose.

+Viu essa? Segunda maior cidade do Paraná tem boletim covid-19 sem mortes pela doença

Vacinação no Paraná

*População total estimada: 11.516.840 pessoas

*População acima de 18 anos: 8.736.014 pessoas (destas, 4.906.706 são do grupo prioritário).

*Já receberam a primeira dose (até 05/07): 4.487.354 pessoas (destas, 1.343.180 também receberam a segunda dose)

*Receberam dose única (até 05/07): 50.620 pessoas

*Fatia da população adulta que já recebeu a primeira dose ou a dose única: 51,94%

A meta hoje do governo do Paraná é concluir a chamada para a primeira dose de todos os paranaenses adultos até o final do mês de setembro. Assim, em três meses – julho, agosto e setembro – o Paraná precisa aplicar a primeira dose em mais 4.198.040 pessoas. De acordo com o governo estadual e o Ministério da Saúde, isso será possível porque a quantidade de vacinas disponíveis semanalmente deve aumentar a partir deste mês de julho.

Até agora, o Paraná já recebeu mais de 8 milhões de doses do governo federal (incluindo doses destinadas à segunda aplicação): até 5 de julho, chegaram 8.111.110 doses (4.075.730 doses da Astrazeneca; 2.852.200 da Coronavac; 858.780 da Pfizer; e 324.400 da Janssen).

Apesar da meta divulgada pelo governo estadual, é a aplicação da segunda dose que tem sido utilizada como referência quando se trata de expectativa em relação ao controle da pandemia. Estudo recente de vacinação em massa realizado pelo Instituto Butantã na cidade de Serrana, em São Paulo, observou um efetivo controle da pandemia quando se atingiu um índice de 75% da população adulta com as duas doses.

No Paraná, das 4.487.354 pessoas que receberam a primeira dose, 1.343.180 também receberam a segunda dose. Além disso, 50.620 paranaenses receberam a vacina da Janssen, única administrada até aqui no Brasil que exige apenas uma dose, e não duas. Assim, 1.393.800 pessoas – ou 15,95% da população adulta – completaram o ciclo vacinal até agora. Como as demais vacinas – Astrazeneca, Coronavac e Pfizer – exigem um intervalo de três meses entre as duas doses, a expectativa é que toda a população adulta já tenha recebido a segunda dose entre o final de dezembro deste ano e início de janeiro de 2022.