Quem tem planos de visitar a Ilha do Mel neste verão, deverá seguir as novas regras, publicadas neste mês de dezembro. Entre as novas regras, está a obrigatoriedade da realização do registro Cadastro Situr (Sistema de Inteligência Turística de Paranaguá) e uso da pulseira de identificação. As pulseiras são vendidas em guichês específicos pelas prefeituras de Pontal do Paraná e de Paranaguá, nos terminais de embarque, a um custo instituído pelos municípios.

LEIA TAMBÉMAlto movimento na Ilha do Mel assusta nativos, que temem surto de coronavírus

A resolução prevê ainda que os condutores das embarcações, antes de darem a partida, leiam o Protocolo e Conduta do Usuário, produzido pelo Instituto Água e Terra (IAT), com informações sobre as medidas de proteção contra a covid-19, turismo e segurança de navegação.

Fica proibido o transporte de passageiros durante o período noturno. Os horários de embarque e desembarque de passageiros são das 8 às 18 horas na baixa temporada, e das 7 às 20 horas na alta temporada.

O documento também esclarece sobre a fiscalização, que será exercida pelas prefeituras de Pontal do Paraná e Paranaguá. O poder de polícia será exercido pela Guarda Municipal dos municípios, pela Patrulha Costeira do 9º Batalhão da Polícia Militar e pelo Batalhão de Polícia Ambiental do Paraná.

As embarcações com descumprimento das regras serão notificadas pelos fiscais. Já os clandestinos, ou seja, sem cadastro, são apreendidos.

Lotação máxima reduzida

A Ilha do Mel já possui lotação máxima de visitação do dia 30 de dezembro ao dia 03 de janeiro. Por causa da pandemia do coronavírus, o limite de visitantes foi reduzido para 2500 pessoas para hospedagem e 1500 pessoas para day use, modalidade de hospedagem por apenas um dia, sem pernoite.

A orientação é de que os interessados pesquisem as datas com bilhetes disponíveis para venda nos terminais de embarque. Em Pontal do Sul, o telefone é (41) 3455-1144. Em Paranaguá, o telefone é (41) 3455-2616.