Há cerca de uma semana, as 224 famílias moradoras no Residencial Vila Mariana, no Tatuquara, enfrentam grave problema de abastecimento de água. Somente duas torneiras do condomínio funcionam e os moradores têm que apelar para os baldes para não ficar sem banho e água para cozinhar. “Estamos tomando banho de caneca e ainda por cima ontem ficamos sem luz e sem telefone também”, conta a dona de casa Vanderleia Correa.

O problema começou na sexta-feira, quando o abastecimento de água foi interrompido durante o período da noite. De acordo com o síndico do condomínio, Marco Aurélio Daros, a primeira visita da Sanepar foi no domingo à noite, mas o problema só foi resolvido na terça-feira. “Nessa segunda visita, a equipe da Sanepar resolveu a falha do abastecimento em 15 minutos”, conta.

Ele conta que a equipe da Sanepar informou que a rede de água do Tatuquara não estava atendendo a necessidade do conjunto, pois a demanda do bairro aumentou desde a elaboração do projeto do Residencial Vila Mariana. Segundo ele, foi necessária a adequação na rede para atender os moradores do condomínio. No entanto, o drama das 224 famílias do Residencial Vila Mariana não terminou com o conserto da Sanepar.

Outro problema

No mesmo dia em que a Sanepar resolveu a falha de abastecimento, a Copel esteve trabalhando na rede elétrica da Rua Deputado Bruno de Almeida, onde está localizado o condomínio, e provocou novo problema, como conta Daros: “A bomba queimou e, apesar de a caixa estar cheia, a água não chega até os apartamentos por causa disso”, explica.

Sanepar nega problema

Marco Aurélio Daros adianta que a empresa responsável pela construção do condomínio já está providenciando a troca da bomba.

A Sanepar não confirmou o problema de abastecimento na rede do bairro e, por meio de sua assessoria de imprensa, apenas informou que os moradores do condomínio ficaram sem água devido à falha no bombeamento dentro do conjunto, meramente de ordem elétrica. A previsão do síndico era que o problema da bomba fosse resolvido entre ontem e hoje. Entregue pela Cohab em outubro do ano passado, o condomínio faz parte do programa Minha Casa Minha Vida.