Um lugar protegido por santos e santas, com uma população de quase 60 mil pessoas, apoiadas na fé em São Brás e São João para proteger curitibanos e turistas, estes que vêm de todos os cantos do mundo para visitar a região noroeste de Curitiba. Orleans, Cascatinha, Botiatuvinha, Riveira, Lamenha Pequena, São João, Santa Felicidade e São Braz, são os bairros que formam o Conselho Comunitário de Segurança do São Braz (Conseg), considerado um dos mais ativos da capital paranaense.

>> Tudo sobre a série especial da Tribuna sobre os Consegs de Curitiba

Com características bem diferentes, os oito bairros que fazem parte do Conseg São Braz, lutam por melhores condições de segurança, tendo o tráfico de drogas, a falta de radares nas vias expressas e a constante ameaça de “flanelinhas” em vias importantes, como problemas a serem solucionados. Aliás, uma novo Batalhão da Polícia Militar (PM), é um dos sonhos da comunidade que conseguiu acabar nos últimos anos com a carceragem do 12° Distrito Policial e ajudou na criação da Delegacia do Turista.

Na frente desse importante Conseg, a experiência de um senhor ativo e simpático. Pedro Vidal Filho, 81 anos, entrou em 2022 para a quarta gestão como presidente. Não esconde de ninguém que fica mais preocupado com a segurança da vizinhança do que com a dele própria.

“Eu nunca saí do Conseg, e confesso que penso em segurança o tempo todo. Não podemos deixar somente o assunto para as autoridades, eles têm muito trabalho a fazer. Nós temos que orientar, pedir e reforçar o pedido no policiamento. O nosso Conseg é isso, e temos oito bairros que é preciso ficar atento”, disse Pedro.

>> Leia mais!

> Algazarra, abusos sexuais, brigas e álcool: Centro Cívico não aguenta mais

> No Capão Raso, furtos que alimentam o tráfico tiram o sossego dos moradores

Para ficar de olho e não perder o sono, o presidente acredita que mesmo não tendo números altos de violência comparados a outros bairros de Curitiba, algumas medidas de prevenção contra o tráfico de drogas poderiam ajudar no dia a dia as autoridades.

“Sem dúvida, o tráfico é algo que incomoda, pois resulta em todos os tipos de problemas na cidade, como assaltos, roubos e homicídios. A nossa experiência ajuda, mas não coíbe quem deseja praticar atitudes erradas. A nossa relação com a PM e Guarda Municipal é muito boa”, comentou o presidente.

Acabar com os flanelinhas e pedido de EstaR

Pedro Vidal Filho revela que a presença de flanelinhas preocupa moradores dos bairros atendidos pelo Conseg São Braz.
Pedro Vidal Filho revela que a presença de flanelinhas preocupa moradores dos bairros atendidos pelo Conseg São Braz. Foto: Daniel Derevecki/Arquivo..

Em reuniões do Conseg, alguns pedidos de moradores relatam que mulheres se sentem ameaçadas em algumas avenidas tradicionais como a Manoel Ribas, Toaldo Túlio, Fredolin Wolf e Via Veneto. “Como a profissão não é regulamentada, é mais difícil de coibir. Alguns aumentam a insegurança no bairro e ameaçam as mulheres. Brigo com isso faz tempo, mas é complicado. É feita a denúncia, o rapaz vai embora, e volta um ou dois dias depois”, relatou Pedro.

+Viu essa? Vereador pede aumento de velocidade máxima em importante via de Curitiba. Você concorda?

Ainda na questão trânsito, o Conseg São Braz deseja aumentar a quantidade de EstaR, uma polêmica que deve ser debatida posteriormente. “Reivindicamos faz dois anos no Fala Curitiba, o EstaR na Manoel Ribas. O assunto é sério, pois não conseguimos estacionar, pois os funcionários das lojas ficam o dia inteiro com o carro parado, e não se faz o giro rápido”, explicou o presidente.

Um novo Batalhão da PM

A construção de um novo Batalhão de Polícia em Santa Felicidade, demanda do Conseg São Braz, já foi pedida em reuniões com a prefeitura e governo estadual. O projeto está pronto e o terreno seria doado por uma construtora.

Vale lembrar que reformas na delegacia do 12° DP e a retirada de presos evitou rebeliões que eram constantes com superlotação do local.

Quer participar do Conseg São Braz?

Se você mora nos bairros participantes do Conseg São Braz e quer participar das reuniões do Conseg, entre em contato com o presidente pelo email pedrovidalfilho@yahoo.com

Outros Consegs de Curitiba

Água Verde: Exemplo de gestão por trás do melhor IDH de Curitiba

Alto Boqueirão: Crime entre facções, tráfico de drogas e furtos: as ‘pedras no sapato’ do Conseg Alto Boqueirão

Batel: No bairro mais rico de Curitiba, luxo atrai a violência e causa medo

Cajuru: ‘Mapeamento da violência’ vira estratégia de segurança no Cajuru

Capão Raso: Furtos que alimentam o tráfico tiram o sossego dos moradores

Centro Cívico: Algazarra, abusos sexuais, brigas e álcool: Centro Cívico não aguenta mais

Guabirotuba: Bairro sofre com roubo de celulares, ‘saidinha’ de banco e furtos

Jardim Botânico: Moradores de rua, tráfico de drogas e furtos: O Jardim Botânico “escondido” atrás da estufa

Jardim Social: Mais de 100 câmeras afastam a violência no bairro Jardim Social

Lindoia, Fanny e Novo Mundo: Furtos de metal já são triste cotidiano no Lindoia, Fanny e Novo Mundo

Mercês e Vista Alegre: Confusões da boemia de Curitiba ‘respingam’ nas Mercês e Vista Alegre

Portão: Cheio de vida, bairro conquistou próprio módulo da PM

São Braz: Ameaças em avenidas e “vagas impossíveis”. Problemas no São Braz vão além da segurança