A tentativa de um motorista de ultrapassar o outro, somada a manobra do motorista que seguia ao lado, acabou numa colisão com capotamento no começo da noite desta sexta-feira (19) no bairro Seminário, em Curitiba. Três pessoas se machucaram, mas sem gravidade e, conforme os bombeiros, o que salvou as vítimas foi o cinto de segurança e o uso do equipamento correto para uma criança no banco de trás do carro.

A colisão aconteceu na Avenida Vicente Machado, próximo ao acesso da Rua Maria Grotz. “Pelo relato de um dos condutores, os dois veículos seguiam sentido ao centro, quando ele foi fazer uma ultrapassagem e o motorista que estava do lado direito fez uma conversão à esquerda, bloqueando o outro veículo. O motorista não teve como frear ou desviar”, contou o tenente Alisson, dos bombeiros.

+Leia também: Assassinos de pai e bebê de um ano são condenados a mais de 40 anos de prisão

Com a batida, os dois carros capotaram. “Mas apesar da imagem ser impactante e gerar um certo susto, todas as vítimas estavam bem”, detalhou o tenente, destacando que o motorista de um dos carros atingidos foi socorrido por uma ambulância particular e pai e filho, que estavam no outro veículo, foram atendidos pelos bombeiros. “A criança, de 7 anos, estava bem assustada, mas eles não tinham ferimentos aparentes, apenas contusões, e foram encaminhados ao hospital por garantia mesmo”, completou.

Segundo o tenente, para um veículo capotar, nem sempre a velocidade precisa ser alta. “Depende muito do ângulo da batida ou onde atinge no veículo. Neste caso, indiferente da velocidade, todas as vítimas usavam cinto de segurança, o que é importante frisar, e a criança estava na cadeirinha correta para a idade dela também”. O boletim de ocorrência foi registrado pelos policiais do Batalhão de Trânsito da Polícia Militar (BPTran).

Acidente com viatura que deixou três feridos vai ser investigado