O corpo de Amanda Albach, 21 anos, foi encontrado na Praia do Sol, na cidade de Laguna, em Santa Catarina, no início da tarde desta sexta-feira (03). A jovem, que era moradora de Fazenda Rio Grande, na Região Metropolitana de Curitiba, estava desaparecida desde o dia 14 de novembro. Ela foi vista pela última vez em uma festa em Florianópolis. Três suspeitos pela participação da morte estão presos em Canoas, no Rio Grande do Sul.

Amanda foi ao estado vizinho com um casal de amigos para passar o feriado do dia 15 de novembro em Imbituba, também no litoral catarinense. Segundo o advogado, os amigos contatam que viram Amanda sair da festa em Jurerê internacional e nunca mais a viram. A família fez o boletim de ocorrência na Polícia Civil de Santa Catarina. Ela trabalhava com frequência em Santa Catarina como promotora de vendas.

LEIA TAMBÉM:

>> Incêndio destrói galpão comercial de transportadora na RMC. Fumaça foi vista e sentida de Curitiba

>> Líder religioso usa “energia da conjunção carnal” pra abusar de mulheres no Paraná

No começo da tarde desta sexta-feira (03), policiais desenterraram o corpo da vítima na Praia do Sol, em Laguna – SC. Detalhes da investigação e a motivação do crime  serão repassadas nas próximas horas pelo delegado Bruno Fernandes, da Divisão de Investigação Criminal (DIC) de Laguna, em coletiva de imprensa.

Suspeitos estavam na festa

De acordo com a investigação da Polícia Civil de Santa Catarina, as três pessoas presas estiveram também na festa em que Amanda compareceu. Seria uma mulher e dois homens, que são irmãos e moradores de Canoas. Em um primeiro depoimento, o trio negou participação. Os advogados da família de Amanda Albach, relataram que os suspeitos eram amigos da vítima.

Pantanal

Zuleica não aceita morar na fazenda com os filhos

Além da Ilusão

Davi expulsa Iolanda de casa

Novidades da Netflix

Filmes e séries que chegam à Netflix nesta semana

Estreia da semana

5 curiosidades sobre “O Telefone Preto”