O corpo encontrado nesta terça-feira (24) na lago da represa do  Passaúna, em Araucária, na Região metropolitana de Curitiba, é o de Ricardo Gonçalves Habitzreuter, de 26 anos. Ele trabalhava como motorista de aplicativo e estava desaparecido desde sábado (21).

Segundo informações da Polícia Militar, o corpo foi encontrado por uma moradora da região do bairro São Miguel. De acordo com a PM, a vítima foi encontrada com as mãos amarradas.

Nas redes sociais, parentes e amigos tinham esperança de encontrar o rapaz com vida.

Foto: Reprodução
Foto: Reprodução

Uber lamenta morte

Em nota enviada à Tribuna do Paraná, a Uber lamentou a morte do motorista, mas ressaltou que Ricardo não estava trabalhando para o aplicativo no momento do crime. Confira a nota na íntegra:

“Compartilhamos nossos sentimentos de mais profundo pesar com a família de Ricardo Habtzreuter neste momento de dor. Pelas informações obtidas, o crime que vitimou o motorista ocorreu fora da plataforma e não tem qualquer relação com a Uber. De qualquer forma, a Uber permanece à disposição dos órgãos de segurança para colaborar com as investigações, na forma da lei, e esperamos que as autoridades tragam os responsáveis à justiça o mais rápido possível”.