Começaram nesta sexta-feira (05) as obras da nova ponte de concreto na Rua Aleixo Schluga, sobre o córrego Jardim Cruzeiro, no Santa Cândida, em Curitiba. Construída por meio de um convênio firmado em  entre Governo do Paraná e Prefeitura de Curitiba, a ponte deve atender moradores e comerciantes que há 20 anos reivindicavam uma estrutura mais resistente, que garanta a segurança a motoristas e pedestres. Até então, a travessia no local era feita por uma passagem de madeira que recebia também tráfego de veículos pesados.

Leia mais: PM e Bombeiros são flagrados nus em guarita de salva-vidas em Guaratuba

“Desde 1997 protocolamos vários pedidos para a prefeitura fazer essa ponte de concreto que vai organizar o crescimento do bairro”, disse a costureira Nadir Francisco Costa, quase vizinha do local.

“É uma vitória, muitas pessoas pediram essa melhoria. É uma passagem importante, que corta o bairro, com grande fluxo nos horários de pico. Vai trazer segurança, pois os pedestres disputam espaço com os carros, além de valorizar os imóveis do entorno”, comemora a presidente da Associação de Moradores do Jardim Cruzeiro do Sul, Arlete Gonçalves Santos.

Dono há 18 anos de um mercado na Rua Aleixo Schluga, Mário Mezaque conta que a passarela de madeira constantemente precisava de manutenção. “Os caminhões passavam devagar e os motoristas tinham medo, pois ela ´trabalhava`, oferecendo risco à população. A ponte definitiva era uma demanda antiga que vai trazer desenvolvimento ao bairro”, destacou.

Leia mais: Gasolina vai baixar 1,10% e diesel 1,70%, diz Petrobrás

“A ponte liga dois lados do bairro, vai fomentar o comércio, gerar emprego e desenvolvimento na região”, afirmou o secretário de Infraestrutura e Logística, José Richa Filho, que acompanhou a retirada das vigas de madeira. “Há sete anos Curitiba não fazia pontes de concreto e com essas parcerias entre Governo do Estado e prefeitura estamos executando essas obras”, declarou o prefeito em exercício da Capital, Eduardo Pimentel.

Segurança

O Departamento de Estradas de Rodagem do Paraná (DER-PR) repassou as vigas e a administração municipal fará a cabeceira. A ponte terá 6,5 metros de comprimento e 10 de largura, com calçadas dos dois lados para segurança dos pedestres. A Secretaria Municipal de Obras Públicas prevê concluir os trabalhos em quatro meses.

A primeira ponte de concreto foi iniciada em novembro de 2017, sobre o Rio Atuba, na Rua Sebastião Gonçalves Pinto, na divisa com o município de Colombo. As próximas, segundo a Secretaria Estadual de Infraestrutura e Logística, serão instaladas nas ruas Vitorino Kaviski (córrego Campina do Siqueira), na 25 de Agosto (córrego Evaristo Veiga) e na Mathias de Andrade Rocha (córrego Alto Boqueirão). A previsão é que as cinco obras sejam concluídas até o final de 2018.