Um menino de cinco anos que estava internado no Hospital Pequeno Príncipe, em Curitiba, é mais uma das vítimas fatais do novo coronavírus. O hospital confirmou nesta quarta-feira (13) o falecimento ocorrido no dia anterior, na terça-feira (12). A criança era paciente do setor de neurologia e fazia tratamento há um ano na instituição. No balanço da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) divulgado na terça-feira, que não contabilizava nenhuma morte na capital desde o último sábado (9), o falecimento da criança ainda não havia entrado nas estatísticas. 

LEIA MAIS – Mãe é heroína de UTI neonatal de Curitiba na pandemia doando o próprio leite pra 9 bebês

Segundo a nota da instituição, o menino deu entrada no Pequeno Príncipe no último dia 22 de abril, com crise convulsiva. Após o teste para coronavírus dar positivo, ele foi encaminhado para a Unidade de Terapia Intensiva (UTI), para a ala disponibilizada para atender exclusivamente os casos suspeitos e confirmados da doença.

VIU ESSA? – Bebês e crianças de até dois anos não devem usar máscaras, alertam os médicos

O hospital lamentou o ocorrido. Informou que o paciente estava em tratamento e, devido sua condição pré-existente, não conseguiu se recuperar. A instituição disse que se solidariza à família e está prestando toda a assistência.


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?


Prevenção

Como prevenir a contaminação por coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência/ ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento;
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal;
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir;
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar;
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas;
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença;
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações;
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis, e depois lavar as mãos).

Baixe o guia de prevenção para compartilhar!

Imprima esse guia em PDF com informações sobre a prevenção do Coronavírus e outras doenças respiratórias virais: