Apesar da mudança de sentido no trânsito da Rua Murilo do Amaral Ferreira já ter cerca de um ano, no Água Verde, em Curitiba, uma sequência de acidentes de trânsito em menos de 30 dias preocupa quem circula por lá ou que vive no entorno. Segundo um morador da Rua Marquês do Paraná, a solução no cruzamento com a Murilo do Amaral seria a instalação de um semáforo, pois os dois sentidos da Marquês contribuem para a falta de atenção dos motoristas que não respeitam a sinalização da rua preferencial da Murilo do Amaral. Na sexta-feira (2) foram dois acidentes. Em junho, nos dias 16 e 18, também ocorreram batidas entre veículos.

+Viu essa? Incêndio faz moradora de Curitiba perder tudo que tinha às vésperas de mudança

“Essa esquina sempre foi palco de acidentes e a situação piorou quando a prefeitura mudou o sentido da Murilo, que passou a ser de mão única. Duas semanas atrás, tivemos dois fortes acidentes. Um deles chegou a ser notícia na imprensa. Os vídeos das câmeras de segurança do condomínio mostram que os motoristas não respeitam o cruzamento. Alguma coisa precisa ser feita, antes que alguém se machuque de forma mais séria do que uma batida ou outra”, reclama o engenheiro Luiz Eduardo Dias, 47 anos, vizinho do cruzamento.

“Alguma coisa precisa ser feita, antes que alguém se machuque de forma mais séria do que uma batida ou outra”, reclama o engenheiro Luiz Eduardo Dias, vizinho do cruzamento. Foto: Gerson Klaina/Tribuna do Paraná.

Segundo ele, no acidente do dia 16 de junho, um dos carros envolvidos capotou e uma criança mais velha saiu mancando. O motorista do outro carro bateu forte no volante e ficou com dores no peito, mesmo usando cinto. “Apareceram Guarda Municipal, Polícia Militar e Siate”, explicou Dias. Já no dia 18 de junho, de acordo com ele, um carro subiu na calçada, após uma colisão, e ainda bateu em uma árvore. “Por sorte, não havia ninguém na calçada, porque estava uma chuva leve. É comum os moradores da região passearem com a família ou com seus cães pelo local”, ressaltou.

+Viu essa? Novo radar de trânsito começa a multar a partir desta segunda em Curitiba. Fica na Avenida das Torres!

Em contato com a Tribuna, no último final de semana, na sexta-feira, foram dois acidentes. “Olha, alguém tem que fazer alguma coisa, instalar um semáforo pelo menos. Eu já abri protocolo na prefeitura, mas a resposta deles é que os acidentes ocorrem porque são os motoristas que não respeitam a sinalização. Que eles mandariam equipes para fiscalizar e autuar os infratores. Mas isso não vai adiantar, porque é nítido que aqui tem problema”, aponta.

A Rua Murilo do Amaral Ferreira começa a partir da Avenida República Argentina e é paralela à Rua Dom Pedro Primeiro. Na manhã desta segunda-feira (5), a reportagem constatou que há sinalização vertical e horizontal no local do cruzamento com a Marquês do Paraná. Há duas placas de “Pare”, uma em cada calçada, e há tartarugas no chão, indicando que o motorista tem que parar. Também há pinturas no asfalto com a palavra “Pare”.

LEIA TAMBÉM:

>> Homem morre após cair em tanque de frigorífico na Grande Curitiba. Outros dois ficaram feridos

>> Gasolina, diesel e gás de cozinha sofrem reajustes mais uma vez, anuncia Petrobrás

E aí, prefeitura?

Conforme explicou nesta segunda-feira, em nota, a Superintendência de Trânsito de Curitiba (Setran) está avaliando alternativas para tentar reduzir as colisões no cruzamento. Enquanto isso, a Setran reforça aos motoristas para “redobrarem a atenção e só cruzarem a preferencial após a parada obrigatória, conforme a sinalização”, diz o texto.