Idosos de São José dos Pinhais, na região metropolitana de Curitiba, estão sendo ludibriados por óticas da cidade. As vítimas são abordadas na rua e acabam entrando nos estabelecimentos para comprar óculos de grau, que em nada irão ajudar na visão. Empréstimos, uso de cartão de crédito e não entrega do objeto são reclamações constantes no golpe.

+Leia mais! Comportamentos que provam que você é um curitibano friorento

De acordo com o Procon de São José dos Pinhais, foram recebidas denúncias de cinco óticas, sendo que uma delas teve o funcionamento suspenso por 10 dias por causa de irregularidades. As óticas investigadas, oferecem armação ou lentes de graça e a consulta com um optometrista, tática já mostrada aqui na Tribuna feitas por óticas de Curitiba. O “profissional” faz uma avaliação inicial dos pacientes e orienta a compra do óculos, oferecendo facilidades. Em um dos casos, um idoso gastou R$1200 por um óculos que não vai usar, pois somente com uma cirurgia poderá corrigir a catarata em um dos olhos.

+Leia mais: Abra o olho: Teste visual em ótica é confiável?

Investigação Policial

.De acordo com o delegado Fábio Machado, a venda de óculos mascara o crime, pois existem casos que o produto não foi entregue. Uma das vítimas relatou em depoimento que transferiu R$ 3,8 mil para pagar um óculos. “Dentro da ótica, eles eram enganados na compra e venda de óculos. Os estelionatários estariam tomando o cartão dessas vítimas e tomando valores expressivos. Em alguns casos, levaram os idosos a outros estabelecimentos e fizeram outros cartão de crédito para os idosos e fizeram várias despesas, várias dívidas”, disse o delegado ao portal G1.

+Leia mais! Extratos do banco mostram suposto pagamento por execução em Curitiba