Dois hotéis na região central de Curitiba foram selecionados, por meio de licitação, para receber profissionais de saúde envolvidos no combate ao novo coronavírus que tenham alguma restrição para voltar para casa. Serão 50 vagas em cada um. Num dos estabelecimentos ficarão os servidores públicos municipais diretamente envolvidos com o atendimento de casos de covid-19 e que morem com pessoas de grupos de risco ou não tenham condições de praticar a separação de ambientes e objetos em casa.

LEIA MAIS – 82% das mortes por covid-19 em Curitiba são de idosos acima de 80 anos e com doenças crônicas

O outro hotel está destinado para profissionais do Sistema Único de Saúde (SUS), mesmo que de hospitais privados e filantrópicos, que estejam com suspeitas de terem contraído o vírus ou mesmo com a confirmação da doença, mas com sintomas leves. A superintendente da Secretaria Municipal de Saúde, Beatriz Batistella Nadas, salienta que o objetivo não é transformar o hotel num hospital para profissionais de saúde, mas dar conforto e segurança para quem não pode ir para casa, pelo risco de contaminar outras pessoas.

LEIA AINDA – Profissionais que atuam contra o coronavírus em Curitiba ganham homenagem no Dia da Enfermagem

A diária varia entre R$ 150 e R$ 165 e inclui pensão completa (todas as refeições do dia), além de serviço de lavanderia e demais benefícios, como estacionamento. Ambos os estabelecimentos estão reservados exclusivamente para os profissionais de saúde, mas a prefeitura só deve pagar a quantidade de diárias efetivamente usadas. Caso a capacidade máxima seja alcançada, a prefeitura pode gastar até R$ 1,5 milhão. O período de oferta da local alternativo é de 90 dias. A prefeitura reconhece que demorou quase dois meses para apresentar uma saída – tempo em que os profissionais tiveram de encontrar soluções caseiras –, mas destaca que estava cumprindo procedimentos legais.

A diária varia entre R$ 150 e R$ 165 e inclui pensão completa. Foto: Luiz Costa/SMCS

Precisamos do seu apoio neste momento!

Este conteúdo te ajudou? Curtiu a forma que está apresentado? Bem, se você chegou até aqui acredito que ficou bacana, né?

Neste cenário de pandemia, nós da Tribuna intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise. Bora ajudar?

Ao contribuir com a Tribuna, você ajuda a transformar vidas, como estas

– Pai vende vende 1000 bilhetes de rifa com a ajuda da Tribuna pra salvar o filho
– Leitores da Tribuna fazem doação de “estoque” de fraldas para quíntuplos
– Leitores se unem para ajudar catadora de papel de 72 anos

E tem várias outras aqui!

Se você já está convencido do valor de sua ajuda, clique no botão abaixo