O ar seco, a massa de ar polar e as condições de pouco vento são alguns dos fatores responsáveis pela larga amplitude térmica registrada em quase todo o Paraná nesta terça-feira (25). Segundo o Sistema de Tecnologia e Monitoramento Ambiental do Paraná (Simepar), em Curitiba a variação das temperaturas mínimas e máximas ficou entre 3,8º C e 24,3º C. Pelas contas, a oscilação foi de 20,5º C na capital e o período da tarde até ficou com sensação térmica agradável, após as temperaturas baixas e a geada registrada ao amanhecer.

Segundo o Simepar, o instituto não realiza um histórico dos maiores marcos de amplitude no estado. No entanto, o meteorologista Reinaldo Kneib, do Simepar, considerou a variação desta terça-feira um número significativo. “Sim, se você observar foi uma variação considerável. Tudo contribuiu. Tivemos dois dias de ar mais seco, pouco vento e o sol aquecendo o dia. Ou seja, o calor se dissipa à noite, amanhece mais frio, mas os raios solares promovem o reaquecimento ao longo do dia”, explicou Kneib.

Ainda de acordo com ele, esse fenômeno é comum para esta época do ano, mas também é desta forma no início da primavera. “Vai depender muito se as condições ficarem favoráveis”, disse o meteorologista. O Simepar apontou elevadas variações térmicas em todo estado.

Na Lapa, região metropolitana, a amplitude térmica foi ainda mais elevada nesta terça-feira. De acordo com o Simepar, o valor registrado foi de 22,1º C. A conta foi feita diminuindo o valor da temperatura máxima registrada por lá, que foi de 22,8º C, pelo valor da mínima ao amanhecer, que foi de 0,7º C.

Para esta quarta-feira (26), o Simepar ainda aponta uma amplitude térmica elevada, mas dessa vez não há previsão de geada em Curitiba. A previsão é de que as marcações nos termômetros variem entre 9º C e 22º C ao longo do dia.