Curitiba já tem 131 casos confirmados de gripe H1N1, que resultaram em 18 óbitos, de 1.º de janeiro a 8 de julho. As informações são do boletim semanal, divulgado pela Secretaria Estadual de Saúde do Paraná (Sesa). Nos municípios da Região Metropolitana são 111casos confirmados e 12 óbitos, no mesmo período. Em todo o Paraná, os números assutam: são 907 pacientes com a doença e 171 deles foram a óbito.

O boletim divulgado mostra um panorama maior, com outros casos de gripe, além da H1N1. No total, no Paraná, são 978 casos de Síndromes Respiratórias Agudas Graves (SRAG), que reusltaram em 188 mortes. Os óbitos ocorreram em 20, das 22 Regionais de Saúde, e todas já tiveram registro de casos de SRAG. “Os dados mostram que o vírus H1N1 é o que está em maior circulação e em todas as regiões do Estado”, comenta a chefe do Centro estadual de Epidemiologia, Júlia Cordellini.

Por causa do aumento da circulação do vírus, a Sesa está lançando, esta semana, a campanha “Não espalhe a gripe. Espalhe essas dicas”. A campanha dá orientações à população sobre como evitar a transmissão da gripe e apresenta os sintomas que caracterizam a doença. Os vídeos da campanha serão veiculados nas redes sociais do Governo do Estado (www.facebook.com/governopr) e da Secretaria da Saúde (www.facebook.com/saudepr) a partir desta semana. Empresas e outras instituições que tiverem interesse em participar da campanha podem solicitar o material para Secretaria estadual da Saúde. Cartazes e panfletos devem ser retirados na Rua Piquiri, 160 – Rebouças, em Curitiba, na Assessoria de Comunicação. O local funciona de segunda a sexta-feira das 8h30 às 18h. Os materiais de orientação também estão disponíveis online (http://www.saude.pr.gov.br/modules/conteudo/conteudo.php?conteudo=3118).

Dicas

Além da lavar as mãos, a campanha também orienta as pessoas a evitarem o contato com quem estiver com a doença, cobrir a boca e o nariz com o antebraço ou lenço descartável ao tossir ou espirrar, beber muito líquido e manter uma alimentação saudável.

Para reconhecer o quadro da doença, o material informativo também destaca os principais sintomas da gripe como garganta inflamada, febre, tosse, dores no corpo, cansaço e calafrios. “Também é importante destacar que na presença desses sintomas é recomendável procurar um serviço de saúde”, diz Júlia.