Pelo terceiro dia consecutivo sem novas mortes confirmadas por coronavírus, Curitiba segue com 29 óbitos provocados pela doença. Conforme dados do boletim epidemiológico divulgado pela Secretaria Municipal de Saúde nesta terça-feira (12), houve o registro de mais 18 casos confirmados, elevando para 759 o número de pessoas infectadas com a covid-19. Mas, a maioria delas já está recuperada: 549 pessoas não têm mais sintomas e foram liberadas do isolamento social.

LEIA MAIS – Profissionais que atuam contra o coronavírus em Curitiba ganham homenagem no Dia da Enfermagem

Na cidade, há hoje 68 pessoas internadas com diagnóstico de covid-19, 34 em unidades de terapia intensiva (UTI) e nove em estado mais crítico, que estão conectadas a respiradores. Ainda de acordo com a Secretaria Municipal de Saúde, a atual taxa de ocupação dos leitos de UTI é de 43%. Atualmente, Curitiba tem 209 leitos para síndromes respiratórias, incluindo a covid-19.

Casos investigados e descartados

Curitiba ainda investiga 263 casos e já descartou outras 1.573 suspeitas de contaminação por coronavírus. “Dos pacientes com sintomas respiratórios testados, 75% não confirmam infecção pelo novo coronavírus”, diz Marion Burger, médica infectologista do Departamento de Epidemiologia da Secretaria Municipal da Saúde.  

LEIA AINDA – Polícia investiga mais duas festas clandestinas na pandemia em Curitiba

A média de idade das pessoas que testaram positivo na capital paranaense é de 45 anos, já a de pacientes que precisaram ser internados sobe para 58 anos e a de mortes em decorrência da covid-19 chega aos 80 anos.

BOLETIM SOBRE O CORONAVÍRUS – 12/05 ⚠

BOLETIM SOBRE O CORONAVÍRUS – 12/05 ⚠ Acompanhe ao vivo o boletim de informações sobre o coronavírus com a secretária municipal da Saúde, Márcia Huçulak e a médica infectologista Marion Burger. Tradução em Libras por Sônia de Paula.

Posted by Prefeitura de Curitiba on Tuesday, May 12, 2020

Números da covid-19 em Curitiba

759 casos confirmados
549 liberados do isolamento
29 óbitos
1.573 casos descartados
263 casos em investigação

Coronavírus no Paraná

Duas novas mortes e mais 57 casos de infecção pelo novo coronavírus foram confirmados pela Secretaria de Estado da Saúde na noite desta terça-feira (12). De acordo com o novo boletim da Sesa, o estado contabiliza 1.906 casos e 113 óbitos desde as primeiras confirmações, ocorridas há 62 dias. O boletim ainda aponta que 15.461 casos foram descartados e 582 seguem sob suspeita. No total, 1.318 pessoas – praticamente 70% dos pacientes – já estão recuperadas no Paraná.

LEIA ESSA! Vendedor que brigou com passageiro em Curitiba por causa de máscara é excluído de instituição

As vítimas mais recentes da covid-19 são uma mulher de 91 anos, de Cascavel, que faleceu no dia 7 de maio e um homem de 57 anos, que morava em São José dos Pinhais e morreu no dia 10 de maio. Ambos estavam internados.

Conforme dados da Sesa, o Paraná registra, em média, 30 casos novos e quase dois óbitos por dia. A média de idade dos pacientes diagnosticados é de 45,1 anos e dos que morreram pela doença é de 68,1 anos – o mais jovem tinha 34 e o mais idoso 95.

As cidades paranaenses que registraram novos casos confirmados são: Ampére (1), Apucarana (2), Cascavel (2), Coronel Vivida (1), Curitiba (4), Figueira (1), Foz do Iguaçu (7), Guairacá (1), Londrina (6), Maringá (1), Medianeira (2), Mirador (1), Palotina (1), Paranapoema (1), Paranavaí (2), Pato Branco (2), Ponta Grossa (1), Ramilândia (1), Ribeirão do Pinhal (2), Santa Isabel do Ivaí (2), Santa Tereza do Oeste (1), Santa Terezinha de Itaipu (1), Santo Antônio do Caiuá (1), São José dos Pinhais (7), Telêmaco Borba (1), Tijucas do Sul (1), Três Barras do Paraná (1) e Wenceslau Braz (3).


A Tribuna precisa do seu apoio! 🤝

Neste cenário de pandemia por covid-19, nós intensificamos ainda mais a produção de conteúdo para garantir que você receba informações úteis e reportagens positivas, que tragam um pouco de luz em meio à crise.

Porém, o momento também trouxe queda de receitas para o nosso jornal, por isso contamos com sua ajuda para continuarmos este trabalho e construirmos juntos uma sociedade melhor. Bora ajudar?


Casos no Brasil