Um candidato a deputado estadual causou polêmica na noite desta quarta-feira (5) em Curitiba. Com várias equipes espalhadas pelo Centro da cidade, ele tapou com placas de sua campanha radares instalados nos cruzamentos de algumas ruas. Com isso, segundo o próprio Paulo Demchuk (Pros), trata-se de um protesto contra a indústria das multas de trânsito.

“Vários radares foram bloqueados pela nossa ação. Colocamos uma tela na frente impedindo que eles multem as pessoas”, disse no vídeo publicado no Facebook. “Vamos acabar com o roubo, imposto é roubo. Vamos acabar com imposto sobre comida, remédio e combustível”, complementou.

O próprio candidato, que segundo seu registro no TSE é advogado, comandou a ação na esquina da rua André de Barros com a rua João Negrão.

Já na rua Inácio Lustosa outro de seus apoiadores também tapou radares. Em vídeo também postado no Facebook o homem identificado como Guilherme Machado deixa claro as intenções da ação. “Estamos deixando as pessoas passarem pelo radar sem levar multa. Tempos um projeto contra a indústria da multa. A multa serve para a prefeitura angariar dinheiro para coisas que não são legais”, disse no vídeo.

Procurada, a Superintendência de Trânsito (Setran) afirma que assim que soube da ocorrência enviou equipes ao local para averiguar possíveis avarias nos equipamentos do radar. O candidato pode ser acionado pela justiça eleitoral e também pela justiça comum.

+ APP da Tribuna: as notícias de Curitiba e região e do trio de ferro com muita agilidade e sem pesar na memória do seu celular. Baixe agora e experimente!

Restaurante do Parque Barigui pega fogo nesta quarta