As aulas presenciais retornam nesta segunda-feira (19) em 100 das 415 creches e escolas da rede municipal de ensino de Curitiba após queda na transmissão da Covid-19 e a vacinação dos profissionais da educação. Os estudantes retornam às escolas municipais após cinco meses, quando a retomada em fevereiro foi suspensa com o pior pico de casos de toda a pandemia na cidade. O retorno será no sistema híbrido, em que as turmas se revezam com parte assistindo à aula em classe e parte assistindo remotamente em casa, pela internet ou videoaula transmitida pela TV.

Nesta primeira etapa, está autorizada a volta de 9 mil alunos carentes cadastrados no programa Leia Mais da Secretaria Municipal de Educação. Desse total, 7 mil alunos foram autorizados por suas famílias a voltarem às carteiras escolares, já que a decisão cabe aos pais ou tutores. Esse montante que volta às aulas presenciais a partir de segunda-feira é 77,7% dos 9 mil alunos planejados para a primeira fase da retomada.

A volta às aulas presenciais nesta segunda-feira será em 50 creches e 50 escolas de ensino fundamental, o equivalente a 24% de todas as 415 unidades da rede municipal de ensino. A partir do protocolo sanitário aplicado nessas 100 primeiras unidades, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) pretende reabrir dia 2 de agosto todas as 230 creches e 185 escolas que administra, se o cenário epidemiológico permitir.

A SMS distribuiu equipamentos de proteção individual aos professores e demais servidores, além de instalar totens de álcool em gel e tapetes sanitizantes nas entradas das escolas e das salas de aula. Será medida a temperatura de todo mundo antes de entrar nas unidades.

+Leia mais! Panelas vazias e coração cheio de saudade: merendeiras são mais que cozinheiras pros alunos

A prefeitura também vai pulverizar as salas de aulas, pátios e salas dos professores com produtos químicos capazes de eliminar o coronavírus e outros tipos de vírus, além de bactérias e fungos. No total, a Secretaria de Educação investiu R$ 2 milhões em equipamentos e produtos para prevenção da Covid-19 nas escolas e creches.

Formulário para escolha das aulas

As famílias de alunos da rede municipal de Curitiba já podem escolher se desejam que seus filhos tenham aulas no modelo híbrido (presencial + videoaulas da TV Escola Curitiba) ou remoto (videoaulas + kits pedagógicos). O formulário já está disponível na página da Secretaria Municipal da Educação e pode ser preenchido até o dia 23 de julho.

De acordo com o prefeitura, a escolha é das famílias, que podem alterar o formato ao longo dos próximos meses se quiserem, bastando comunicar a unidade. “Assim como em fevereiro, quando oferecemos a opção do híbrido, a escolha continua sendo das famílias, que decidem se a criança vai frequentar presencialmente ou se permanecerá acompanhando os conteúdos pelo ensino remoto”, explica a secretária municipal da Educação, Maria Sílvia Bacila.

Vacinação de professores

A retomada ocorre após o prefeito Rafael Greca (DEM) afirmar em fevereiro, quando as aulas foram suspensas pela maior onda de Covid-19 desde o início da pandemia, de que os alunos só retornariam com todos os profissionais da educação municipal vacinados.

Em junho, a prefeitura concluiu a aplicação da primeira dose em todos os profissionais da saúde de Curitiba, incluindo ensino infantil, fundamental, médio e superior de todas as redes. No total, 33.743 trabalhadores foram vacinados na campanha exclusiva de imunização na educação, fora os profissionais que se vacinaram em outros grupos, como idosos e comorbidades.