Dados atualizados pela Secretaria Estadual de Saúde (Sesa) contabilizam seis casos suspeitos de coronavírus no Paraná. No início da manhã desta sexta-feira (28), mais dois pacientes suspeitos de estarem infectados foram incluídos na lista: um homem de 25 anos de Curitiba e uma mulher de 27 anos de São José dos Pinhais, na região metropolitana da capital.

Ao contrário dos outros cinco pacientes, o rapaz de Curitiba que entrou na lista de casos suspeitos não esteve recentemente na Itália – país com mais casos de coronavírus na Europa, com 650 infectados e 17 mortes até o início da manhã desta sexta. Ele esteve na Indonésia, na Ásia, e teve material coletado para exame quinta-feira. O rapaz não está internado, sendo acompanhado por uma equipe de saúde em isolamento domiciliar.

LEIA MAIS – Medo de coronavírus faz máscaras desaparecem das farmácias de Curitiba

Já a paciente de São José dos Pinhais, assim como os outros casos suspeitos, esteve na Itália recentemente. A coleta de material para exames dela foi feito quarta-feira (26). Ela está internada em isolamento.

Os outros casos suspeitos foram notificados entre quarta e quinta-feira: uma mulher de 29 anos que está em isolamento domiciliar em Ponta Grossa, nos Campos Gerais; um casal de Curitiba formado por um homem de 30 anos e uma mulher de 25 anos – ambos estão em casa; além de uma mulher de 66 anos internada em Campo Largo, na região metropolitana. Todos estiveram recentemente na Itália.

O caso da paciente de Campo Largo teve a suspeita de infecção por coronavírus descartada pelo Ministério da Saúde. Porém a Sesa afirma que o caso se enquadra no perfil da doença. A Sesa vai discutir com o Ministério da Saúde o porquê da exclusão da paciente da lista nacional de casos suspeitos.

VEJA TAMBÉM – Compartilhar chimarrão pode ser um risco para o coronavírus. Entenda!

Terça-feira (25), o Ministério da Saúde confirmou o primeiro caso de coronavírus no Brasil. É um paciente de 61 anos que também esteve na Itália. Ele segue internado e todas as pessoas que tiveram contato com ele até a confirmação da doença estão sendo monitorados por agentes de saúde. Desde a confirmação, o número de casos suspeitos no Brasil subiu de 20 para 132.

Como prevenir o coronavírus

  • Lavar as mãos com frequência, ou utilizar álcool 70%, principalmente antes de consumir algum alimento.
  • Utilizar lenço descartável para higiene nasal.
  • Cobrir nariz e boca quando espirrar ou tossir.
  • Evitar tocar mucosas de olhos, nariz e boca, higienizar as mãos após tossir ou espirrar.
  • Não compartilhar objetos de uso pessoal, como talheres, pratos, copos ou garrafas.
  • Manter ambientes bem ventilados, evitar contato próximo com pessoas que apresentem sinais ou sintomas da doença. 
  • Evitar contato próximo com animais selvagens e animais doentes em fazendas ou criações.
  • Pessoas com sintomas de infecção respiratória aguda devem praticar etiqueta respiratória (cobrir a boca e nariz ao tossir e espirrar, preferencialmente com lenços descartáveis e após lavar as mãos).