A primeira cirurgia metabólica do mundo com uso de robôs para o controle do Diabetes tipo 2 foi realizada em Curitiba. O responsável pela façanha foi o médico cirurgião do aparelho digestivo, Alcides Branco, que controlou um robô de quatro braços mecânicos. O tratamento cirúrgico, segundo o médico, estimula o pâncreas a produzir insulina. Esse tipo de cirurgia contra a Diabetes tipo 2 não é novidade, surgiu pelos resultados positivos verificados nas cirurgias bariátricas, uma vez que a doença é relacionada à obesidade. A novidade é a realização através de um robo.

+Leia mais! Hospital de Curitiba faz cirurgia robótica inédita em criança com câncer

Além dos quatro braços mecânicos, o robô utilizado na cirurgia tem câmeras que entregam imagens em 3D, ampliadas em até 20 vezes, com braços articulados em até 360º, o que permite maior liberdade e controle de movimento. Alcides Branco diz que a nova tecnologia traz mais precisão e segurança na hora da cirurgia.

A cirurgia metabólica não é indicada para pacientes com diabetes tipo 1. Entre outros critérios, a pessoa deve ter entre 30 e 70 anos, obesidade leve e diabetes diagnosticada há menos de 10 anos, sem controle por meio de medicamentos.

O paciente operado com o uso do robô foi Edmilson Dalla, de 61 anos. Ele conta que, apesar do uso de remédios, não conseguia baixar o nível de açúcar no sangue. E que, após o procedimento, a vida dele mudou.

+Leia mais! Novas doses de vacinas contra covid-19 são distribuídas no Paraná

O diabetes é uma doença grave, muitas vezes silenciosa e sem cura. O tratamento consiste em dieta, exercícios físicos e remédios contínuos. A cirurgia metabólica é uma alternativa que ainda não é muito conhecida, segundo o cirurgião Alcides Branco.

De acordo com a Agência Brasileira de Comunicação (EBC), o Brasil tem cerca de 17 milhões de adultos convivendo com o diabetes. Nove em cada 10 casos são de Diabetes Tipo 2.

A cirurgia foi regulamentada pelo Conselho Federal de Medicina em 2017 (resolução 2.172/2017). A novidade é o uso de um robô para o procedimento.

*Com informações da Agência Brasil