Lugar de comprar frutas e legumes fresquinhos e ainda degustar aquele pastel tradicional, as feiras livres vão ganhar dois novos endereços e datas em Curitiba. Segundo a prefeitura, ainda em abril será inaugurada a Feira Noturna do Lindoia, às sextas-feiras, e, dentro de três meses, será aberta a Feira Noturna do Jardim das Américas, às quintas. Os dois pontos irão funcionar das 16h às 21h, com bancas e trailers de hortifrutigranjeiros, pescados, frios e comidinhas prontas para consumo.

LEIA MAIS – Feira de alimentos orgânicos retorna ao Passeio Público neste sábado

Com a inauguração das duas novas feiras, Curitiba contará com 91 pontos espalhados por toda a capital, entre entre feiras diurnas, noturnas, gastronômicas, orgânicas e Nossa Feira. A Feira Noturna do Lindoia, que será inaugurada até o fim de abril, irá funcionar às sextas na Avenida Wenceslau Braz, próximo ao número 2.750. Já a Feira Noturna do Jardim das Américas irá ocorrer toda quinta, na Praça Ryu Mizuno. 

LEIA TAMBÉM – Pontos de ônibus no Água Verde estão detonados. Passageiros ficam “no tempo” por causa do vandalismo

De acordo com o secretário municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (SMSAN), Luiz Gusi, a abertura de novas feiras e de mais vagas para os atuais pontos reforça o compromisso da prefeitura de garantir maior acesso à alimentação saudável para a população curitibana e de manter a tradição de um dos ofícios mais antigos da humanidade. “Os feirantes acordam de madrugada para montar as barracas e organizar os alimentos com todo o carinho e ainda têm um sorriso no rosto, além do astral lá em cima, para oferecer aos clientes alimentos frescos e saudáveis, completa ele.

Vagas abertas para feirantes

Para ocupar as novas feiras e também vagas em outros seis pontos de Curitiba, a Secretaria Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional abriu um chamamento público para pessoas físicas e jurídicas interessadas em comercializar alimentos frescos e outros produtos em feiras da prefeitura. O edital também vai credenciar interessados em ocupar futuras vagas que serão abertas em outras feiras da capital. Mas não será possível indicar as feiras de interesse. A definição dos ocupantes das vagas seguirá regras previstas no edital. 

VIU ESSA? Pediatras defendem a volta às aulas: “Maior erro da pandemia foi fechar as escolas”

Estão sendo abertas 40 vagas, dez para feirantes do novo ponto no Lindoia e nove para o Jardim das Américas. As demais são para a Feira Livre Santa Amélia, no Fazendinha (três vagas); Feira Livre do Boa Vista (duas vagas); Feira Livre do Bairro Alto (uma vaga); Feira Livre Vila São Pedro, no Xaxim (três vagas); Nossa Feira Campina do Siqueira (quatro vagas) e Feira Noturna do Sítio Cercado (oito vagas). 

Há opções de bancas de hortifrútis, frios, pescados, biscoitos/balas e alimentos prontos para consumo como pastel e doces. Serão considerados aptos para ocupar as vagas os interessados que apresentem certificado do curso de boas práticas de manipulação de alimentos e licença sanitária caso comercialize alimentos processados. Também serão exigidos outros documentos como certidões negativas de débitos com tributos municipais, estaduais e federais.

LEIA TAMBÉM – Papelaria Itiban quase fecha as portas em Curitiba, mas resiste à crise após apelo nas redes

Devido à pandemia, as inscrições e o envio da documentação só podem ser feitos on-line para o Escritório de Processos do Instituto Municipal de Administração Pública (Imap). Para mais informações sobre as novas feiras e inscrições para o chamamento público de feirantes, acesse este link.