No início de abril, o estado do Paraná iniciou sua tradicional campanha de vacinação contra a gripe (Influenza), paralelamente à imunização contra a covid-19. Com isso, parte da população tem se perguntado: é possível tomar as duas vacinas simultaneamente? No mesmo dia? De acordo com recomendação do Ministério da Saúde, publicada em setembro do ano passado, a vacinação no mesmo dia é possível, sem nenhum risco à saúde. A determinação do órgão federal contraria orientação anterior, que pedia um intervalo mínimo de 14 dias entre as imunizações.

+Viu essa? Policial Federal atira contra quatro pessoas em posto de combustíveis em Curitiba; Uma morreu

Segundo a Prefeitura de Curitiba, a determinação já tem sido seguida desde o início da aplicação contra a gripe e quarta dose de covid para idosos, corroborada pela Secretaria Estadual de Saúde (SESA). “Voltamos a reforçar a vacinação contra a Influenza com a nova campanha e reforçamos que todas as vacinas são importantes. Trabalhamos muito com a vacinação da covid-19, é verdade, mas também reiteramos a importância da vacinação contra a Influenza, que também é muito transmissível. A orientação para a população paranaense é de que procure o serviço de saúde mais próximo e se imunize”, reforça a coordenadora de vigilância epidemiológica da SESA, Acácia Nasr.

+Leia mais! Olha o golpe! Casal finge passar mal em Curitiba pra escapar da conta de R$ 400 no Batel

Recomendações e contraindicações

De acordo com a SESA, a aplicação simultânea das doses pode ser realizada em toda a população acima de 12 anos, desde que não possua sintomas gripais ou não tenha contraído Covid-19 nos últimos 30 dias. Neste último caso, o órgão estadual indica que é necessário aguardar o fim dos sintomas, de maneira que o organismo se recupere completamente para a administração das vacinas. Outra contraindicação é para aquele grupo de pessoas com história de anafilaxia grave a doses anteriores.

+Veja mais! Curitiba revela cronograma de vacinação contra covid-19 desta semana. Veja!

No caso de crianças, entre 5 e 11 anos, é necessário aguardar um intervalo de 15 dias entre a aplicação das doses, independente da ordem. Aquelas crianças que não receberam nenhuma vacina devem receber primeiro contra a Covid-19, e após 15 dias a da gripe. No caso da Influenza, a vacina já está disponível a partir dos 6 meses de idade.

No Paraná, a estimativa do Ministério da Saúde é que 4.308.575 pessoas elencadas como grupos prioritários, deverão ser vacinadas durante a campanha da gripe. A meta é atingir pelo menos 90% desse público. A nova vacina protegerá contra os subtipos da Influenza A (H1N1 e H3N2) e um subtipo da Influenza B. O imunizante também é ofertado por instituições privadas de saúde.