Um núcleo especializado no atendimento ao turista começou a funcionar no 12.º Distrito Policial (DP), em Santa Felicidade – um dos principais pontos turísticos de Curitiba. Criado por meio de resolução da Secretaria de Segurança Pública e Administração Penitenciária do Paraná (Sesp), o setor foi inaugurado em 23 de abril com atribuição de agilizar a apuração de crimes contra turistas nacionais ou estrangeiros. Pelo menos um agente bilíngue deverá ser deslocado para atuar nesse setor da delegacia.

Segundo a delegada-titular do 12.º DP, Patricia Conceição Nobre Paz, a criação do núcleo era uma demanda antiga dos moradores de Santa Felicidade, que agora deve atender toda a capital. “O objetivo é facilitar o atendimento às pessoas que visitam Curitiba e sofrem algum tipo de crime, principalmente quando há roubo de documentos”, afirmou a delegada.

Mas para que esse setor esteja 100% funcionando, ainda deverá passar por melhorias nos próximos meses. “O atendimento já começou. Mas ainda estamos realizando os procedimentos para destacar um agente bilíngue para cá”, afirma a delegada.

Patrícia explicou que o espaço dedicado ao atendimento ao turista será ampliado no 12.º DP em breve. Mas, para que isso aconteça, será necessário que os serviços do Instituto de Identificação do Paraná (IIPR) sejam transferidos da delegacia para a Rua da Cidadania do bairro. Todos os turistas independente do bairro que visitem devem ser atendidos na delegacia de Santa Felicidade. Antes do núcleo, caso houvesse alguma ocorrência, era preciso procurar a Delegacia de Furtos e Roubos (DFR), no Jardim Botânico. “Com tudo centralizado em Santa Felicidade, os turistas terão orientações”, salientou.

O endereço do 12.º DP é Avenida Manoel Ribas, 6693, em Santa Felicidade. O telefone é (41) 3370-1200.

Inspirado em Foz

A Associação do Comércio e Indústria de Santa Felicidade (Acisf) explicou que a demanda por um setor do turista no 12.º DP foi baseada no modelo que existe em Foz do Iguaçu, um dos principais polos turísticos do Brasil, no Oeste do Paraná. “Reivindicamos esse modelo, de atendimento preferencial, porque Curitiba tem um volume significativo de turistas. Tínhamos essa referência de Foz e achamos que também vai funcionar muito bem aqui”, disse Thaiza Campestrini, presidente da Acisf.

Segundo a presidente da Acisf, 115 comerciantes locais participam. “Além da conquista do núcleo para o turista, outra ação que tem gerado resultado positivo é o compartilhamento de imagens das câmeras do comércio com a polícia. Com isso, nos últimos oitos meses, as ocorrências policiais reduziram em Santa Felicidade”, afirmou.

O registro de visitas organizado pela vinícola Vinhos Durigan, importante parada turística, teve peso na hora de definir o bairro de instalação do núcleo pra atender o turista. Segundo o gerente, Gerson Luiz Miola, a vinícola recebeu três milhões de turistas em 2017, vindos de todas as partes do Brasil e do mundo.

https://tribunapr.uol.com.br/noticias/curitiba-regiao/numero-de-multas-por-excesso-de-velocidade-cresce-no-parana/