Principio de tumulto entre presos na carceragem do Centro de Triagem 1 (CT/1), que fica na Rua Barão do Rio Branco, precisou do Centro de Operações Policiais Especiais (Cope) na manhã desta terça-feira (18). Os 90 detentos reivindicavam apenas que fossem removidos do local.

Segundo o delegado Roberto Fernandes, que comanda o CT/1, os detentos que aguardam transferência para o sistema penitenciário queriam que o procedimento fosse acelerado. “Hoje, o tempo de espera para o encaminhamento é de três a cinco dias. Não temos como acelerar mais isso, pois é um procedimento”, explicou.

Alguns dos presos, sem aceitar que seriam transferidos na sexta-feira (21), começaram a fazer bagunça e deram inicio ao tumulto dentro das celas. O delegado e os policiais do CT/1 conseguiram conter os ânimos, mas pediram apoio do Cope.

Com a chegada do Cope, os policiais fizeram uma vistoria para verificar se estava tudo dentro dos conformes. Segundo a polícia, nada irregular foi encontrado. “Até porque aqui eles não entram com nada, nem comida, nada. Só a roupa do corpo e produtos de higiene pessoal”, contou o delegado Roberto.

Depois que os ânimos voltaram ao normal, o silêncio tomou conta do CT/1, parecia até que nada havia acontecido alguns minutos antes. Os 90 presos estão divididos em 16 celas e, de acordo com o delegado, o local não está superlotado.