O suspeito do homicídio que vitimou o professor de português Onírio Carlos Silvestre, 59 anos, teve a identidade confirmada nesta segunda-feira (27), por meio de uma perícia papiloscópica no local do crime. Essa perícia, realizada pela Polícia Civil (PCPR), analisou as impressões digitais encontradas na porta do quarto da vítima. O suspeito, Luís Felipe Messias Costa, 29 anos, foi preso na última quarta-feira (22), em Ponta Grossa, região dos Campos Gerais.

Costa é suspeito de matar o professor a facadas, no último dia 15 de dezembro. De acordo com as investigações, autor e vítima tinham um relacionamento amoroso de três anos. Segundo a PCPR, o corpo de Silvestre foi encontrado no domingo (19), no próprio apartamento, em Curitiba. De acordo com a perícia, ele estava morto desde o dia 15 de dezembro. 

+ Leia mais: Motorista “atropela” membro da gangue do pedal, que quase foi linchado em Curitiba

Conforme as investigações, houve uma briga com motivação econômica antes do crime. Posteriormente, segundo a PCPR, o suspeito furtou cartões de crédito, celular e o carro da vítima, um Ônix vermelho.

Imagem do suspeito no elevador do prédio da vítima. Foto: Divulgação/PCPR

Segundo a polícia, Costa chegou a pichar “I love you” na parede do quarto depois do crime. A suspeita inicial da polícia era de que o crime teria sido por homofobia

Web Stories

Diversão

5 lugares em Curitiba para passear com seu cachorro

Novidades

Cobra Kai e novos filmes e séries chegam na última semana do ano na Netflix

Um Lugar ao Sol

Érica expõe farsa de Bárbara

Pra refrescar

Curitiba tem opções da Day Use de piscinas! Veja!