Duas pessoas foram baleadas no Mercado do Produtor, dentro da Ceasa, Tatuquara, em Curitiba, por volta das 10h desta terça-feira (21). A briga era entre o funcionário de um produtor e outros carregadores, mas os tiros acertaram Noeli de Souza Chernatovicz, 40 anos, que passava pelo local com o carrinho vendendo lanches e o carregador Edmilson Gomes Xavier, 45, conhecido como “Maizena”, que segundo a polícia, também não tinha relação com a confusão.

Noeli foi atingida na barriga e Edmilson no peito. Eles foram carregados por populares até o módulo da Polícia Militar, centro da Ceasa, e de lá seguiram com o resgate ao Hospital do Trabalhador, Portão.

A ambulância que levava Noeli fez uma parada na BR-116 para que ela recebesse atendimento de um médico, que chegou em outra ambulância, então seguiu para o hospital. Segundo os socorristas, ela e Edmilson estavam com o quadro de saúde bastante grave, ambos corriam risco de morrer.

Preso

O autor dos disparos foi detido por seguranças da Ceasa e entregue para a polícia. César Soares Ribeiro, 21, disse estar arrependido por ter atingido quem não tinha nada a ver com a briga.

“Tem uns caras que sempre roubam uma ou duas caixas minhas com produtos. Então comprei essa arma. Fizeram isso de novo e fui tirar satisfação, mas vieram em bando para cima de mim, então atirei”, alegou o jovem.

Os PMs do módulo precisaram chamar reforço para conter a multidão, que queria agredir o atirador e o patrão. O caminhão do produtor, ainda carregado, por pouco não foi vandalizado.

Com a presença de várias equipes da PM, inclusive do Batalhão de Operações Policiais Especiais (Bope), a confusão esfriou. O revólver, calibre 32, usado por Cesar, foi apreendido e levado junto com o rapaz ao 13.º Distrito Policial.

Aliocha Maurício