O Banco de Leite do Hospital Evangélico Mackenzie em Curitiba completou 21 anos nesta sexta-feira (20) com um desafio: ampliar o número de mães doadoras. Em 2019, o número de leitos na UTI neonatal aumentou 20 para 45, consequentemente, aumentou também a quantidade de leite materno materno consumido. Além disso, todo ano o hospital sofre queda na quantidade de leite no período de férias escolares. Na última quinta-feira (19), por exemplo, as geladeiras do banco estavam praticamente vazias.

E doar não é difícil. Basta ligar para o telefone (41) 3240-5117 que a equipe do Evangélico Mackenzie vai até a casa da doadora orientar e entregar o kit de coleta. Uma semana depois, a equipe passa novamente para pegar o leite. Mas atenção: o serviço é apenas para Curitiba.

+ Leia mais:  Antiga fábrica do Café Damasco vai virar hospital beneficente em Curitiba

Rosane da Silva, enfermeira responsável pelo Banco de Leite, lembra que muitas mães acabam descartando o leite que sobra na amamentação de seus bebês. Esse leite que vai para o lixo pode fazer muita diferença para as crianças internadas. “A ajuda dessas mães pode salvar vidas. Se a mulher se propuser a coletar 10 ml de leite cinco vezes ao dia, no fim do dia ela já tem um frasco cheio”, ressalta Rosane.

Queda na coleta

O leite materno é essencial na recuperação dos bebês internados. Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná.

Em média, o hospital conta com 120 doadoras mensais. Mas de dezembro a março esse número chega a despencar pela metade, com apenas 60 mães doando leite por mês. Com isso, o hospital é forçado a alimentar os bebês com leite em pó.

+ Leia ainda: Uber, Netflix e transações digitais devem ser taxados com a nova CPMF

“O ideal é que esses bebês se alimentem com leite materno, que é essencial na recuperação deles. O leite materno oferece imunidade à criança, fazendo com que ela deixe o hospital mais rápido”, explica Rosane. Além disso, a enfermeira lembra que o leite artificial pode causar efeitos colaterais aos bebês, como alergia e problemas gástricos.  

Em 2019, o Banco de Leite Humano do Evangélico coletou mais de 1,3 mil litros de leite em 3 mil visitas domiciliares. Número que pode aumentar com mais doadoras.

Como doar?

O hospital a mãe a melhor forma de tirar o leite. Foto: Hedeson Alves/Tribuna do Paraná.

Para doar leite materno a mulher deve ligar para o Hospital Evangélico Mackenzie no telefone (41) 3240-5117. O hospital envia uma equipe que, além de levar material para coleta, também orienta a mãe a melhor forma de tirar o leite. Uma semana depois, o leite coletado é recolhido e levado para o hospital. O serviço é apenas para Curitiba.

+ Veja também: Como no caso Rachel Genofre, PF coleta DNA de suspeitos de roubos a bancos no Paraná

No hospital, o leite passa por diversos testes, além de ser esterilizado antes de alimentar as crianças. “Nesse processo, são eliminados diversas fontes de contaminação, inclusive do vírus HIV”, reforça a enfermeira.